Guardar segredos industriais na era da informação não é uma tarefa fácil, e as grandes empresas fazem o impossível para evitar que novidades sobre seus produtos caiam no mercado antes do lançamento, pois isso pode afetar as vendas.

A Samsung conseguiu guardar a sete chaves o seu mais novo aparelho, o Galaxy S III, mas a muito custo. Agora que o produto chegou ao mercado, os engenheiros responsáveis pelo desenvolvimento do aparelho comentam o sufoco que foi manter tudo em sigilo. Eles não podiam nem mesmo comentar com familiares em que estavam trabalhando.

O engenheiro sênior YoungDoo Jin relata que, quando informações a respeito do desenvolvimento do aparelho surgiram na mídia, familiares e amigos o atacaram com perguntas. A resposta dele era sempre a mesma: “Não me pergunte nada, eu posso ser demitido. Deixe para fazer perguntas quando o produto for lançado oficialmente”.

Equipe de desenvolvimento do Galaxy S III

A Samsung revela que, para evitar que informações vazassem como já havia acontecido no passado, a empresa alterou toda a sua política de desenvolvimento. Foram construídos três protótipos completamente funcionais, como se fossem o produto final. Cada protótipo era transportado diretamente em mãos, evitando que terceiros tivessem contato com o produto. Os engenheiros trabalhavam em pequenos times ou até mesmo isolados em salas separadas.

Quando os aparelhos eram levados para testes de campo, eles eram colocados em carcaças falsas, para disfarçar o design. Assim, quem por acaso viu o aparelho não soube que estava presenciando os testes do poderoso Galaxy S III.

As medidas deram certo e a Samsung conseguiu manter o segredo até o dia do lançamento.

Cupons de desconto TecMundo: