(Fonte da imagem: Reprodução/Engadget)

Na época do lançamento oficial do Samsung Galaxy Note, uma quantidade considerável das críticas era voltada para o fato de que o aparelho faria parte de um nicho. Isso quer dizer que o grande smartphone iria atrair uma quantidade pequena de pessoas, de modo que as vendas acabariam sendo baixas — assim como o lucro obtido.

Contudo, o CEO da divisão de mobile da Samsung, J.K. Shin, anunciou o número total de vendas do Galaxy Note. Desde 2011, a companhia já vendeu mais de 38 milhões de unidades do aparelho — a diferença para os dados divulgados pela empresa no ano passado é de 28 milhões, mostrando que as vendas continuam sendo satisfatórias.

Para você ter uma ideia que como a marca anunciada é alta, a Nokia conseguiu vender “apenas” 27,3 milhões de celulares da família Lumia. Com isso, a Samsung consegue justificar a criação de uma terceira geração do Galaxy Note, assim como tornar possível a meta de vender 10 milhões de unidades da sua novidade.

Cupons de desconto TecMundo: