A linha Galaxy Note apareceu para agradar a quem queria reunir as funcionalidades dos tablets e smartphones em um único aparelho. Com um tamanho um pouco mais avantajado do que os demais celulares e aliado à muito útil caneta S-Pen, aos poucos esses produtos caíram no gosto da galera – tanto é que as duas primeiras versões do gadget são sucessos de vendas.

Contudo, se o uso de uma caneta digital é um dos seus principais diferenciais, muitas pessoas ainda achavam que as telas dos smartphones eram pequenas demais para o uso de tal recurso. Para responder a esse problema, a Samsung não perdeu tempo e correu produzir novas versões do Note com telas ainda maiores.

Dessa forma, o phablet ganhou também versões em tablets de 10,1 e 8 polegadas. Aí, no entanto, poderia haver a brecha para o surgimento de outro problema: “E se eu ainda quiser as funcionalidades de um smartphone?”.

A resposta é simples: Galaxy Note 8.0. Para não haver discussões, a companhia sul-coreana disponibilizou o gadget nos dois formatos, ou seja, tablet e também com funções de celular. Confira a seguir o que achamos do novo aparelho da Samsung em nossa análise completa.

Caneta ainda melhor e possibilidade de funcionar como smartphone (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Aprovado

Design de construção

Fino e com faixas prateadas nas laterais (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Você já viu algum dos aparelhos mais recentes da linha Galaxy? Se a resposta for sim, então você já conhece também o visual do novo Note 8.0. A cor branca e os detalhes prateados em volta do corpo são os mesmos vistos nos demais gadgets lançados pela companhia sul-coreana nos últimos tempos.

Os cantos arredondados também se repetem, assim como a construção em plástico, material predominante nos aparelhos da Samsung. Aqui, no entanto, sentimos mais firmeza na hora de segurar o tablet. O gadget também parece trazer uma estrutura mais sólida e segura, algo que agrada bastante.

Espessura

Ainda falando sobre o corpo do novo Galaxy Note 8.0, podemos dizer que, para um portátil com uma bateria duradoura (falaremos dela daqui a pouco) e tanto poder de hardware, a sua espessura é elogiável: apenas 7,95 milímetros.

Desempenho

Note 8.0 não encontrou nenhum obstáculo (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Em nossos testes, o Galaxy Note 8.0 deu conta do recado em tudo o que foi exigido. Durante as avaliações utilizamos o aparelho em diversas situações, sempre buscando testar o seu desempenho em atividades que refletem o uso normal e diário de um dispositivo desse tipo.

Durante as avaliações, chegamos a abrir mais de 15 programas em sequência, deixando muita coisa rodando no plano de fundo do aparelho enquanto realizávamos outras atividades. Mesmo com tudo isso ocupando parte dos seus recursos, o Note 8.0 não apresentou qualquer lentidão e tudo rodou perfeitamente.

Quanto ao espaço disponível, o Galaxy Note 8.0 também não decepciona. Além de as duas versões do aparelho contarem com memórias de tamanhos razoáveis (16 GB ou 32 GB), tudo ainda pode ser expandido via cartão micro SD. Ou seja, você não precisa ter medo na hora de gravar tudo o que quiser em seu dispositivo portátil.

Testes de benchmark

(Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

(Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

 (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

O hardware do Galaxy Note 8.0 é bem parecido com o visto no Galaxy S3. Ambos contam com o processador Exynos 4412, por exemplo. Trata-se de um quad-core com já alguma “bagagem”, mas que não se mostra nada superado; muito pelo contrário, ele ajuda o tablet a mostrar um desempenho bastante satisfatório.

A grande diferença entre os dois portáteis fica por conta da memória: o novo aparelho da Samsung conta com nada menos do que 2 GB de memória RAM, algo muito bacana para quem adora lançar mão dos recursos de multitarefa do aparelho.

Com isso, o Galaxy Note 8.0 mostrou um desempenho compatível com alguns dos principais aparelhos do mercado. Para ilustrar melhor, em benchmarks, comparamos esse modelo com os outros dois gadgets da linha Note já testados por nós, além de tablets e alguns dos smartphones com Android mais poderosos da atualidade.

S-Pen

Que letra bonita! (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

A caneta inteligente da Samsung ganha melhorias a cada novo Note que chega ao mercado. Aqui não é diferente, pois os recursos do acessório funcionam de forma impressionante. Em nossos testes, podemos dizer que a exatidão do reconhecimento dos movimentos é quase perfeita.

Há pouquíssimo lag na resposta dos movimentos, de forma que o seu traço surge praticamente em tempo real. O fato de o tablet contar com uma tela de 8 polegadas também contribui para que a experiência de uso da S-Pen seja ainda melhor.

Assim, podemos dizer que, em comparação com os outros Galaxy Note testados por nós, o Galaxy Note 8.0 mostrou o melhor casamento das funcionalidades da caneta com os recursos do aparelho, seja em atividades básicas, como navegar pelo sistema e até mesmo desenhar e fazer anotações.

Sistema e aplicativos

Sistema roda bem e traz diversas funcionalidades exclusivas (Fonte da imagem: Divulgação/Samsung)

Como já dissemos em algumas análises mais recentes, a Samsung tem investido forte no desenvolvimento da sua interface TouchWiz. As melhoras nesse sentido são evidentes e o pacote de personalização da companhia sul-coreana, aliado ao Android Jelly Bean, traz uma experiência de uso bem satisfatória.

O aparelho consegue agradar tanto aos iniciantes, que precisam de uma “mãozinha” na hora de conhecer o mundo dos portáteis, como também aos mais experientes, trazendo uma quantia grande de ferramentas de personalização de uso.

De quebra, as ferramentas específicas para uso da caneta S-Pen também se mostram muito funcionais. Há uma boa diversidade de softwares diferentes e que permitem a você criar notas rápidas, listas, relatórios ou até mesmo desenhos.

Display

Vídeos parecem rodar em uma tela com qualidade Full HD (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Com oito polegadas e uma resolução de 1280x800, o display do Note 8.0 agrada bastante. Mesmo que não conte com uma qualidade de reprodução de vídeos em Full HD, assistir a um filme utilizando o aparelho é algo bastante agradável. Com essa resolução aplicada a uma tela de 8 polegadas, o resultado na hora de se medir a densidade de pixels é baixo: 189 ppi.

Apesar disso, como dito acima, a qualidade de imagem consegue agradar bastante. Dessa forma, jogos, aplicativos e todas as demais funcionalidades se ajustam bem à tela, mostrando que é sempre bom poder testar um aparelho em vez de basear-se somente em dados técnicos.

Bateria

Energia durou bastante durante os testes (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

A bateria de 4.600 mAh foi muito bem durante os nossos testes. Para avaliar o consumo médio de energia e também ter um parâmetro de comparação de consumo entre ele e outros aparelhos do tipo, seguimos uma fórmula simples e que pode ser aplicada em diversos gadgets diferentes.

Com a bateria completamente carregada, colocamos o brilho e o volume em 50%. Também nos certificamos de que não há aplicativos rodando em segundo plano. Depois desses ajustes, deixamos que um filme em alta resolução fique passando sem parar, até que a energia fosse totalmente esgotada. Nesse teste, o Note 8.0 apresentou um desempenho bem satisfatório, chegando à marca de 9,5 horas ininterruptas de reprodução.

Como não usamos um aparelho desses só para ver vídeos, testamos o gadget também nas mais diversas atividades diárias, aproveitando-o como se ele fizesse parte do nosso cotidiano. Com diversos programas sendo utilizados e com ele constantemente ligado à internet (WiFi), a bateria do Note 8.0 teve um desempenho bem satisfatório. Após um dia inteiro de uso intenso, por exemplo, ele marcava 82% de bateria, algo que não é visto em muitos tablets e smartphones disponíveis no mercado.

Qualidade nas ligações

O Note 8.0 é no mínimo estranho de ser utilizado como telefone. O seu tamanho é capaz de esconder o rosto da maioria das pessoas, e você pode até ficar com um pouco de vergonha na hora de atender uma ligação enquanto anda com ele em um shopping center, por exemplo.

Contudo, podemos dizer que as ligações feitas com o gadget trazem um áudio limpo e com um volume razoável. Se os microfones não são perfeitos na hora de você utilizar o viva-voz, uma vez que é necessário falar alto e perto do aparelho, os alto-falantes do Galaxy Note 8.0 reproduzem com clareza o que o seu contato está falando.

Reprovado

Pesa mais do que um phablet “comum”

Mais pesado que outros phablets, mas "normal" para um tablet (Fonte da imagem: Divulgação/Samsung)

Se uma tela grande e uma bateria com boa duração são fatores positivos, isso também sacrifica algumas coisas na construção de um aparelho, que precisa ser confortável a maioria dos usuários. Aqui, achamos que o peso do Note 8.0, quando avaliado como um phablet, pode incomodar algumas pessoas.

Vale lembrar, no entanto, que, quando encaixado na categoria tablet, o gadget fica na média de outros aparelhos, como o seu principal concorrente, o iPad Mini, por exemplo. Com isso, se você está trocando um smartphone pelo Note 8.0, poderá estranhar um pouco o peso do gadget. Em contrapartida, para quem está adquirindo o aparelho como um tablet, nenhum grande problema relacionado aos 345 gramas será encontrado.

Bordas grandes

Apesar da construção sólida e do visual elogiado da linha Galaxy, o Note 8.0 poderia ser ainda melhor, principalmente no que diz respeito à sua construção e aproveitamento de espaço. Falamos isso porque as bordas que ficam em volta da tela são grandes demais, chegando a ter 1,8 cm na sua parte superior.

Pode parecer pouca coisa, mas lembre-se de que muita gente precisa levá-lo para lá e para cá e quanto mais espaço puder ser poupado, menor ainda o aparelho se mostrará – mesmo mantendo um display de oito polegadas. A sua mão, que assim poderá segurá-lo com mais facilidade, agradece!

O som é ruim

Áudio poderia ser melhor (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

A tela do Galaxy Note 8.0 tem um tamanho bom e apresenta uma qualidade de imagem excelente. Com isso, nada melhor do que poder assistir a um filme deitado no quentinho da sua cama, certo? Pois é, tudo seria perfeito se os dispositivos de som do gadget fossem um pouco melhores.

O áudio, quando você utiliza fones de ouvido, até fica na média dos outros aparelhos. O problema é que o mesmo não pode ser dito dos alto-falantes do gadget. O som só sai da parte inferior dele, algo incômodo para quando você quer ver um vídeo ou jogar com ele na horizontal, por exemplo, afinal de contas, todos os efeitos acabam saindo só de um lado do tablet.

O volume alcançado pelo Galaxy Note 8.0 é grande, entretanto, vale lembrar que quando você exige demais do recurso, o áudio acaba ficando muito embolado, algo que também não é muito agradável.

Grande para o seu bolso

Chamando a atenção da galera (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Aqui, novamente precisamos separar as coisas. Assim como falamos logo acima, quando o Galaxy Note 8.0 é tratado como um tablet, não há nenhuma estranheza em seu tamanho; muito pelo contrário, em sua categoria ele pode ser considerado leve e enxuto, mostrando-se mais fácil de ser carregado em uma mochila, por exemplo.

A hitória, muda, no entanto, quando ele vem para trabalhar como o seu smartphone principal. Nesse caso, o tamanho dele pode acabar se mostrando um problema de deslocamento, afinal de contas, ele não cabe em praticamente nenhum bolso e você precisará andar sempre com uma bolsa ou mochila para poder transportá-lo em segurança.

Cadê os fones Bluetooth, Samsung? (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

O tamanho do gadget na hora de você atender uma ligação também é bastante incômodo – e nós chegamos até mesmo a arrancar algumas risadas da redação durante os testes, afinal de contas, chega a ser bizarro andar por aí com um aparelho de 8 polegadas no rosto. Aqui, podemos destacar que a Samsung “marcou bobeira” e poderia ter seguido o exemplo de um de seus principais concorrentes: a Sony.

Para facilitar a vida de quem pretende fazer ligações com o novo – e também enorme – Xperia Z Ultra, a companhia embarcou, junto com o phablet, um fone de ouvidos com microfone e que funciona sem fio, via Bluetooth. Com isso, o gadget pode ficar nas suas mãos sem que você tenha que enfrentar qualquer problema.

Câmera

Fotos com iluminação pior ficam em baixa qualidade (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Ninguém compra um tablet por causa de uma câmera, e isso se comprova também com o Galaxy Note 8.0. A câmera de 5 megapixels aparece como um bom “quebra-galhos”, mas não apresenta uma grande qualidade. Se as fotos tiradas durante a tarde, em períodos com sol forte, ficaram razoáveis, basta um ambiente com luminosidade mais baixa para que as imagens fiquem todas granuladas, por exemplo.

"Tira o dedo da frente!" (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Outro ponto negativo é a posição da câmera na parte traseira. Não foram raros os momentos durante os testes em que o dedo acabou entrando involuntariamente na frente de várias fotos. Por fim, ela também não conta com flash, algo que dificulta ainda mais a sua utilização em ambientes escuros.

Vale a pena?

Com o Galaxy Note 8.0, pudemos perceber que a Samsung quis agradar a quem procura um tablet mais poderoso e que, além disso, também deseja contar com alguns novos diferenciais, como a caneta S-Pen. Até por isso há uma versão do aparelho sem as funcionalidades de telefone. Com um hardware muito semelhante ao do Galaxy S3, mas trazendo 2 gigabytes de memória RAM, o gadget consegue dar conta do recado tranquilamente, superando qualquer tarefa exigida, trabalhando muito bem com diversos programas rodando ao mesmo tempo.

Os aplicativos específicos e o aproveitamento da S-Pen são espetaculares. O reconhecimento dos seus movimentos é praticamente perfeito, o que fica melhor ainda em uma tela de 8 polegadas, pois você pode explorar ainda mais a sua usabilidade. Segundo os analistas do Tecmundo que puderam colocar as mãos nos diferentes modelos do Galaxy Note, o 8.0 é o que traz a melhor experiência de uso. 

Galaxy note 8.0 (Fonte da imagem: Baixaki/ Tecmundo)

Falando no display, a qualidade de imagem é um show, e poder ver filmes em um patamar que chega até mesmo a lembrar o Full HD é algo ótimo. Aqui, no entanto, faltou mais qualidade sonora, pois os alto-falantes externos são ruins e você vai querer sempre dar prioridade aos fones de ouvido.

Além disso, algumas pessoas podem achar incômodo segurar o gadget por muito tempo, pois ele é relativamente mais pesado que os smartphones de ponta do mercado – como o próprio Note 2, por exemplo. Nesse ponto, contudo, vale destacar que isso se aplica a quem está acostumado a utilizar somente celulares, que são menores e contam com pesos próximos de 100 gramas. Quem está trocando um tablet antigo por ele, em contrapartida, vai achá-lo leve e fácil de ser segurado.

Utilizar o Galaxy Note 8 como celular é algo até mesmo secundário. Você pode se sentir esquisito segurando um aparelho desse tamanho no rosto, e a Samsung marcou bobeira em não vendê-lo já com fones de ouvido e microfone Bluetooth. De quebra, como falamos acima, vai ser difícil achar um bolso compatível com ele. 

O preço do Note 8 é um pouco salgado: na tabela, ele sai por 1.599 reais na versão com telefone e 3G e 1.299 na versão WiFi. Vale lembrar, contudo, que você pode encontrar preços mais baixos em lojas online e pagando à vista.

Outro ponto que você também não pode se esquecer é o fato de que você estará levando para casa um tablet (ou phablet, dependendo da versão escolhida) com um hardware de ponta, além de uma definição de imagem incrível e de todos os recursos da impressionante S-Pen. Assim, se você procura um gadget com algumas polegadas a mais e diversas ferramentas, vale a pena visitar uma loja e experimentar o que o Galaxy Note 8.0 tem para oferecer.

Cupons de desconto TecMundo: