Segundo reportagem do periódico The Korea Times, até ontem, a Samsung já tinha vendido mais de 100 mil unidades dos seus novos phablets, Galaxy Note 5 e S6 Edge+, na Coreia do Sul. Esse início de comercialização estaria sendo bem mais interessante do que no ano passado, quando a marca lançou os Galaxy Note 4 e Note Edge.

O que tem chamado atenção das operadoras coreanas é fato de o aparelho estar nas prateleiras há apenas três dias, e a procura tem sido intensa por parte dos consumidores. Por lá, o Note 5 está sendo vendido por R$ 2,6 mil sem contrato com operadoras, e o S6 Edge+ sai por R$ 2.750 nas mesmas condições. Vinculados a planos, entretanto, eles podem ser vendidos por até R$ 1.460. Isso para os modelos com 32 GB de armazenamento.

Samsung Pay está fazendo a diferença 

Fora os preços atraentes, as operadoras comentam que o Samsung Pay tem sido o principal chamariz dos novos phablets. A fabricante fez parcerias com as 10 maiores operadoras de cartão e de maquininhas de pagamento na Coreia do Sul, o que expandiu significativamente as possibilidades de uso do sistema.

“O Samsung Pay está atraindo muita atenção para os consumidores locais. Eu acho que o ponto principal é como a Samsung melhorou a estabilidade do sistema”, comentou um representante da operadora KT ao The Korea Times.

A Samsung ainda não comentou oficialmente sobre os primeiros dias de venda dos seus produtos em seu país-natal. Portanto, esse número de 100 mil unidades é apenas uma estimativa prévia do mercado. Ainda não há uma data de lançamento para o Note 5 ou S6 Edge+ no Brasil, mas você pode conferir tudo sobre eles aqui.

Cupons de desconto TecMundo: