Depois de abandonar o Android nos relógios inteligentes lançados neste ano, a Samsung agora vai permitir que os consumidores que optaram pelos aparelhos lançados no ano passado também utilizem outro sistema operacional. Estamos falando do Tizen — presente no Gear 2 e no Gear Fit — e que agora também vai poder ser instalado na versão original dos smartwatches Galaxy Gear.

Segundo o que está sendo relatado pelos consumidores, a atualização não interfere em muitas alterações visuais. Mesmo assim, é preciso dizer que o Tizen pode trazer alguns novos recursos para a utilização do Galaxy Gear. Há informações de que o sistema traz mais velocidade no processamento das informações e também mais autonomia de bateria, além de um player de músicas que funciona com um pouco mais de autonomia.

Em termos mais simples, é possível dizer que o sistema Tizen aplicado ao Galaxy Gear transforma o aparelho em uma versão um pouco mais lenta do Gear 2. Vale dizer que é importante fazer backups antes de realizar qualquer atualização, pois há grandes chances de ocorrer uma formatação completa do drive de armazenamento durante a instalação do Tizen nos smartwatches.

Vale dizer também que aplicativos criados por desenvolvedores independentes podem apresentar algumas falhas na execução no novo sistema operacional. Segundo o SamMobile, diversos apps criados para o Gear 2 e para o Gear Fit ainda são incompatíveis com o “novo” aparelho e isso demanda algumas alterações nos códigos deles para que o problema seja sanado.

Cupons de desconto TecMundo: