Por mais que as fabricantes de componentes se esforcem para criar carcaças e displays cada vez mais resistentes – como a Corning, responsável pela mítica tecnologia Gorilla Glass –, nossos queridos e inseparáveis smartphones ainda são dispositivos frágeis que podem ser danificados em poucos segundos.

Além disso, visto que já estamos acostumados a levar os gadgets para quaisquer lugares que formos (praia, banheiro, mesa de jantar etc.), é natural que eles fiquem bastante sujos depois de pouco tempo de uso. E é nesse momento que surge aquela velha dúvida: como limpá-los corretamente? Qual método de limpeza é o mais recomendado para determinado tipo de sujeira e como evitar criar riscos no corpo do aparelho durante esse processo?

Poeira e pequenos fiapos

Esse é o tipo de sujeira mais comum e da qual é simplesmente impossível fugir. O simples ato de deixar seu celular ali, paradinho, em cima de uma mesa qualquer, fará com que o aparelho acabe cheio de poeira acumulada em suas frestas e conectores. Embora possa parecer inofensivo, esse tipo de resíduo é de fato capaz de danificar seu portátil, prejudicando o funcionamento de entradas USB, entradas para fones de ouvido e componentes internos.

As melhores formas de lidar com o pó e fiapos de tecidos é utilizar miniaspiradores e sprays de ar comprimido para “assoprar” a sujeira para fora de seu gadget. É possível encontrar uma lata desses sprays por menos de R$ 29 em lojas especializadas e eles são bem fáceis de usar – vale a pena preferi-los caso você não realize as faxinas frequentemente.

Para limpar conectores e entradas, a dica é usar um palito de dente ou pequena haste de ferro (um clip metálico serve bem para isso) com um pouco de fita adesiva enrolada em sua extremidade. Vale observar, contudo, que esse método precisa ser feito com bastante cautela e delicadeza, afim de evitar danificar os componentes com a rigidez da haste ou palito de madeira.

Manchas de gordura

Que atire a primeira pedra quem nunca sofreu com aquelas terríveis manchas oleosas no display de seu smartphone ou tablet! Se você comeu algumas fritas do McDonald’s e se esqueceu de limpar as mãos antes de jogar Fruit Ninja no seu gadget, saiba que um paninho de microfibra em conjunto com alguma solução específica para telas LCD é o suficiente para deixar seu aparelho portátil como novo.

É relativamente fácil encontrar kits com flanelinhas e um pequeno frasco de algum produto químico próprio para esse tipo de limpeza em lojas especializadas – eles custam entre R$ 10 e R$ 30, sendo possível utilizá-los não apenas em celulares, mas também em notebooks e monitores convencionais. Apenas tome cuidado para não enxaguar o display em questão: modere na quantidade de solução aplicada, dando leves borrifadas e massageando a tela com cuidado.

Água e areia

A praia é um dos lugares mais perigosos para dispositivos eletrônicos, visto que eles podem se acidentar tanto na água quanto na areia – um tipo de resíduo que pode causar mais problemas do que poeira citada anteriormente.

Sendo assim, a primeira dica aqui é envolver seu gadget com uma fina camada de filme plástico (que é o suficiente para proteger o aparelho sem prejudicar o funcionamento da touchscreen) sempre que for dar uma volta naquela sua praia predileta. Caso prefira, você pode ser um pouco mais radical e envolver o aparelho em bolsas de PVC impermeáveis próprias para proteger eletrônicos da água. Elas são bem baratas e podem ser encontradas até mesmo naquelas lojinhas de acessórios do seu bairro.

Se por qualquer motivo você não seguir nossas recomendações e acabar sujando seu precioso dispositivo, saiba que o spray de ar comprimido comentado anteriormente é o suficiente para expelir grãos de areia que não tenham se alojado no interior de seu gadget. Por outro lado, se seu smartphone ou tablet tiver caído na água, a situação complica um pouco – primeiramente, desligue o produto e retire sua bateria o mais rápido possível (caso o modelo permita).

Seque-o usando um paninho ou toalhas absorventes e deixe-o secando por algumas horas em uma vasilha ou saco de arroz cru hermeticamente fechado. O arroz é muito famoso por sua capacidade de absorver umidade e secará seu aparelho depois de algum tempo. O importante é segurar a vontade de ligar seu celular durante esse processo, evitando eventuais curtos-circuitos que podem ser mortais para seus componentes internos.

Terra, pelos e cabelos

Por fim, por mais estranho que pareça, a melhor forma de retirar terra, pelos de animais e fios de cabelo de seu aparelho é utilizando pequenos pedaços de fita adesiva para “pescá-los” da superfície em questão. Recomendamos a fita crepe, que possui uma cola menos agressiva do que o bom e velho durex – ele pode criar manchas no seu aparelho, desencadeando outro processo de limpeza diferente.

Cupons de desconto TecMundo: