É hora da destruição total!

Não é difícil de ouvir por aí frases como: "não se fazem mais eletrônicos e computadores como antigamente". Isso é verdade, pois com a evolução de todas as máquinas, a fragilidade e a descartabilidade estão sobressaindo cada vez mais, com placas que queimam e nos deixam na mão quando mais precisamos.

É claro que é difícil alguém simplesmente querer destruir seu computador, mas há essa possibilidade. Parece até loucura, mas chegou a hora de listarmos várias formas de como você pode se vingar de seu amigo, que vive deixando-o na mão e se estragando quando deveria funcionar bem.

Pegue um vírus

Quando se pensa na destruição de um computador, é inevitável que a primeira coisa que venha à cabeça seja pegar um excelente vírus, daqueles que conseguem engolir os dados como um Pac-Man e, ainda por cima, se enviar para todas as pessoas da lista de contatos do Orkut, Outlook, Skype, MSN etc.

Há diversas formas de se conseguir pegar um vírus, mas o modo mais fácil é ir direto ao local em que eles mais aparecem. Quem nunca se deparou com um monte de mensagens recebidas em mensageiros instantâneos ou na caixa de email, que diziam algo como “Veja as fotos da festa, ficaram ótimas!” e, logo em seguida, traziam um link?

Vírus.

Tudo que você precisa fazer é clicar nesse link e se divertir. Mas atenção: a probabilidade de você repassar isso para seus contatos é realmente muito alta. Outra maneira de pegar vírus é acessar a caixa de SPAM de seu email e clicar em cada uma das mensagens recebidas. Em alguma delas você provavelmente vai encontrar uma surpresa. Ah, não se esqueça de desativar o antivírus antes de fazer tudo isso.

Tire todos os coolers

O problema dos vírus é que, normalmente, eles não são capazes de destruir o computador fisicamente, a ponto de inutilizar para sempre alguma peça de hardware. Sendo assim, outra maneira de acabar com o PC é apelar para o superaquecimento de cada uma das placas que estiverem dentro do gabinete.

Sendo assim, se você costuma se divertir com games de excelentes gráficos em seu computador, deve ter uma boa placa de vídeo ligada à fonte. Esse tipo de hardware é um dos que mais esquentam dentro do gabinete, até por consumirem bastante energia elétrica para funcionarem.

Retirada dos coolers.

Então, o modo mais fácil de queimar algo é tirando o cooler para impedir que tal peça consiga se resfriar ao mesmo tempo em que esquenta. Dessa forma, dê prioridade para a retirada, ao menos, do cooler da placa gráfica. Em seguida, abra um jogo que exija bastante dela e aguarde até que seu computador quase pegue fogo.

Para piorar ainda mais a ventilação, não é má ideia tirar cada um dos coolers que estão no computador e deixá-lo o mais cheio de poeira e sujeira possível. Isso, com certeza, vai acarretar em uma concentração de calor no gabinete suficiente para deixar “a coisa preta”.

Tomada sobrecarregada ou com voltagem diferente

Há outras formas muito divertidas de se queimar o computador. A dica seguinte vai garantir que você consiga, ao menos, destruir a fonte e evitar que você consiga ligar o PC novamente. Experimente usar diversos “benjamins” para conectar à tomada o máximo de equipamentos eletrônicos que você conseguir — entretanto, evite estabilizadores.

Aproveite, pois agora é hora de exagerar: ligue fornos elétricos, liquidificadores e até outros computadores ao mesmo tempo. Ligue o PC nessa tomada com vários outros eletrônicos para sobrecarregar e criar um curto-circuito. O único problema é que isso pode acabar queimando tudo que estiver conectado no momento, não somente sua máquina.

Curto-circuito.

Outra forma de queimá-lo, mas sem causar problemas a outros equipamentos, é ligando o PC que estiver com uma fonte de voltagem 110 em uma tomada 220V. Com certeza essa sobrecarga vai fazer muito mais do que cócegas.

Faça um overclock bom e exagerado

Voltando para o aquecimento das placas, você também pode fazer overclocks. Você provavelmente já ouviu falar desse método, que nada mais é do que forçar o processamento do CPU ou do GPU para além do que ele aguenta. Com a ajuda de alguns softwares, é possível realizar o procedimento, com ou sem cuidado.

O processador ficaria em chamas.

Para estragar as peças a ponto de colocar fogo nelas, não é uma má ideia fazer o procedimento de maneira extremamente exagerada, colocando a taxa de aumento de performance em níveis muito mais altos do que o normal. Isso provavelmente vai tornar o cooler inútil e fazer as placas chegarem a temperaturas vulcânicas.

Conecte as peças de hardware de qualquer jeito

Em alguns casos, as placas podem ficar com problema no contato naturalmente, sem que o usuário mexa em nada. Entretanto, você mesmo pode causar um grande dano ao computador ao conectar tudo de qualquer jeito e onde não devia.

Usar placas completamente incompatíveis com os slots, seja por questão de compatibilidade ou de formato de encaixe, é o jeito certo de causar problemas sérios e estragar o hardware. Basta forçar os pentes de memória da melhor maneira possível e conectar todos os cabos de força de forma incorreta e nos locais errados. Assim que você ligar o PC é possível que você consiga ver até faíscas.

Conecte tudo de qualquer jeito.

E se você não está nem um pouco preocupado com a sua segurança, experimente trocar as placas e conectá-las enquanto o computador estiver totalmente ligado. Além de queimar os componentes, é possível conseguir até levar um choque.

Deixe no meio dos animais

Morando em casa ou apartamento, é normal que a pessoa tenha animais de estimação de todos os tipos: cachorros, gatos e até pequenos hamsters. Geralmente deve-se manter o computador afastado dos bichinhos, para que não aconteça nada grave com o aparelho, nem com eles.

Os bichinhos fazem a festa.

Entretanto, se o que você quer é prejudicar o PC para valer, não é uma má ideia deixar ao alcance de animais domésticos nada adestrados, para que façam suas necessidades e fiquem sempre subindo e batendo no computador. Os pelos, principalmente dos gatos, devem acabar entrando e se juntando à poeira nas placas. Mas vale prestar atenção e deixar a tampa do gabinete fechada, para evitar que acidentes acabem acontecendo com os bichos.

Deixe o PC à vontade para as crianças

É indiscutível: toda criança pode ser considerada uma máquina de destruir computadores. Elas estão apenas em uma fase de exploração e novas descobertas, então mexer a fundo no PC em cada uma das funções que existem é bastante normal.

Porque eles são os mestres em acabar com o PC.

Sendo que a intenção é acabar com o computador e torná-lo inútil, é fundamental deixá-lo ao alcance dos pequenos para que eles baixem o que quiserem, instalem todo tipo de porcarias e saiam clicando em absolutamente tudo. No começo, o computador é somente desconfigurado, mas logo acaba sendo infestado de vírus e programas problemáticos. No mínimo, você vai precisar formatá-lo para trazê-lo de volta à vida.

Aquecedor perto do computador

Digamos que você more em uma das cidades do sul do país e sofra bastante com o clima, principalmente no inverno. Sua casa não tem lareira e nenhum tipo de preparação para enfrentar quedas tão bruscas de temperatura e você tenta se esquentar de todas as maneiras possíveis, mas quer permanecer no computador.

As placas podem até derreter.

Não há alternativa alguma, você vai precisar de um bom e potente aquecedor para deixar o clima agradável. Mas, como você também quer destruir o computador, por que não ligar vários aparelhos justamente em volta do PC? E se as placas estiverem sem os coolers ligados, melhor ainda. Quem sabe tudo acabe derretendo.

Dê eventuais batidas no PC quando ele não funcionar

Quando você mais precisa do computador, ele parece não funcionar. As costumeiras travadas acontecem a todo o momento e o tempo de início do sistema operacional passa de dez minutos. Abrir um programa é um sacrifício enorme e você não consegue ver nenhum arquivo do disco rígido. A solução é simples: dê uma boa pancada no gabinete.

Desconte sua raiva.

Com os problemas acontecendo com tanta frequência, o seu pé (de preferência protegido por uma boa bota) vai acabar se acostumando a ir com a maior força na direção do gabinete. Se isso não causar trilhas defeituosas no disco rígido ou até curtos-circuitos no hardware, vai garantir ao menos alguns amassados. Além de tudo, serve como terapia para a falta de paciência com a lentidão.

Deixe tudo bem limpinho

Todo brasileiro que tem um carro gosta de cuidar dele e deixá-lo sempre bem limpinho. Sendo assim, aproveite os finais de semana e, no dia de lavar o veículo, pegue também o computador para fazer uma boa limpeza com um balde cheio d’água. Esfregue bem os circuitos com sabão e deixe tudo brilhando.

Limpeza é sempre uma boa ideia.

Não é má ideia conectar as placas ainda molhadas e ligar o PC logo em seguida. Só tome cuidado para não ser eletrocutado.

Passe com o carro por cima

Nenhuma das dicas acima funcionou ou atendeu às suas expectativas? Bem, parece que a última solução para destruir o computador é a mais bruta possível: atropelamento. Com uma pancada tão forte, as placas vão se soltar, amassar e até perder algumas partes durante o impacto, tornando a máquina totalmente inutilizável.

Passe com o carro por cima.

. . . . .

É possível encarar as dicas de duas formas diferentes: assumindo-as como as melhores para destruir seu computador ou fazendo exatamente o contrário. Dessa forma, sua máquina fica o mais longe de perigos e com certeza tem a vida útil aumentada. E você, tem alguma dica para adicionar à lista? Compartilhe-a nos comentários.

Destruir o seu computador é fácil. Veja como!

Há diversas maneiras de acabar com sua máquina. Veja aqui algumas dicas.

 

Não é difícil de ouvir por aí frases como: "não se fazem mais eletrônicos e computadores como antigamente". Isso é verdade, pois com a evolução de todas as máquinas, a fragilidade e a descartabilidade estão sobressaindo cada vez mais, com placas que queimam e nos deixam na mão quando mais precisamos.

 

É claro que é difícil alguém simplesmente querer destruir seu computador, mas há essa possibilidade. Parece até loucura, mas chegou a hora de listarmos várias formas de como você pode se vingar de seu amigo, que vive deixando-o na mão e se estragando quando deveria funcionar bem.

 

Pegue um vírus

 

Quando se pensa na destruição de um computador, é inevitável que a primeira coisa que venha à cabeça seja pegar um excelente vírus, daqueles que conseguem engolir os dados como um Pac-Man e, ainda por cima, se enviar para todas as pessoas da lista de contatos do Orkut, Outlook, Skype, MSN etc.

 

Há diversas formas de se conseguir pegar um vírus, mas o modo mais fácil é ir direto ao local em que eles mais aparecem. Quem nunca se deparou com um monte de mensagens recebidas em mensageiros instantâneos ou na caixa de email, que diziam algo como “Veja as fotos da festa, ficaram ótimas!” e, logo em seguida, traziam um link?

 

Tudo que você precisa fazer é clicar nesse link e se divertir. Mas atenção: a probabilidade de você repassar isso para seus contatos é realmente muito alta. Outra maneira de pegar vírus é acessar a caixa de SPAM de seu email e clicar em cada uma das mensagens recebidas. Em alguma delas você provavelmente vai encontrar uma surpresa. Ah, não se esqueça de desativar o antivírus antes de fazer tudo isso.

 

Tire todos os coolers

 

O problema dos vírus é que, normalmente, eles não são capazes de destruir o computador fisicamente, a ponto de inutilizar para sempre alguma peça de hardware. Sendo assim, outra maneira de acabar com o PC é apelar para o superaquecimento de cada uma das placas que estiverem dentro do gabinete.

 

Sendo assim, se você costuma se divertir com games de excelentes gráficos em seu computador, deve ter uma boa placa de vídeo ligada à fonte. Esse tipo de hardware é um dos que mais esquentam dentro do gabinete, até por consumirem bastante energia elétrica para funcionarem.

 

Então, o modo mais fácil de queimar algo é tirando o cooler para impedir que tal peça consiga se resfriar ao mesmo tempo em que esquenta. Dessa forma, dê prioridade para a retirada, ao menos, do cooler da placa gráfica. Em seguida, abra um jogo que exija bastante dela e aguarde até que seu computador quase pegue fogo.

 

Para piorar ainda mais a ventilação, não é má ideia tirar cada um dos coolers que estão no computador e deixá-lo o mais cheio de poeira e sujeira possível. Isso, com certeza, vai acarretar em uma concentração de calor no gabinete suficiente para deixar “a coisa preta”.

 

Tomada sobrecarregada ou com voltagem diferente

 

Há outras formas muito divertidas de se queimar o computador. A dica seguinte vai garantir que você consiga, ao menos, destruir a fonte e evitar que você consiga ligar o PC novamente. Experimente usar diversos “benjamins” para conectar à tomada o máximo de equipamentos eletrônicos que você conseguir — entretanto, evite estabilizadores.

 

Aproveite, pois agora é hora de exagerar: ligue fornos elétricos, liquidificadores e até outros computadores ao mesmo tempo. Ligue o PC nessa tomada com vários outros eletrônicos para sobrecarregar e criar um curto-circuito. O único problema é que isso pode acabar queimando tudo que estiver conectado no momento, não somente sua máquina.

 

Outra forma de queimá-lo, mas sem causar problemas a outros equipamentos, é ligando o PC que estiver com uma fonte de voltagem 110 em uma tomada 220V. Com certeza essa sobrecarga vai fazer muito mais do que cócegas.

 

Faça um bom overclock

 

Voltando para o aquecimento das placas, você também pode fazer overclocks. Você provavelmente já ouviu falar desse método, que nada mais é do que forçar o processamento do CPU ou do GPU para além do que ele aguenta. Com a ajuda de alguns softwares, é possível realizar o procedimento, com ou sem cuidado.

 

Para estragar as peças a ponto de colocar fogo nelas, não é uma má ideia fazer o procedimento de maneira extremamente exagerada, colocando a taxa de aumento de performance em níveis muito mais altos do que o normal. Isso provavelmente vai tornar o cooler inútil e fazer as placas chegarem a temperaturas vulcânicas.

 

Conecte as peças de hardware de qualquer jeito

 

Em alguns casos, as placas podem ficar com problema no contato naturalmente, sem que o usuário mexa em nada. Entretanto, você mesmo pode causar um grande dano ao computador ao conectar tudo de qualquer jeito e onde não devia.

 

Usar placas completamente incompatíveis com os slots, seja por questão de compatibilidade ou de formato de encaixe, é o jeito certo de causar problemas sérios e estragar o hardware. Basta forçar os pentes de memória da melhor maneira possível e conectar todos os cabos de força de forma incorreta e nos locais errados. Assim que você ligar o PC é possível que você consiga ver até faíscas.

 

E se você não está nem um pouco preocupado com a sua segurança, experimente trocar as placas e conectá-las enquanto o computador estiver totalmente ligado. Além de queimar os componentes, é possível conseguir até levar um choque.

 

Deixe no meio dos animais

 

Morando em casa ou apartamento, é normal que a pessoa tenha animais de estimação de todos os tipos: cachorros, gatos e até pequenos hamsters. Geralmente deve-se manter o computador afastado dos bichinhos, para que não aconteça nada grave com o aparelho, nem com eles.

 

Entretanto, se o que você quer é prejudicar o PC para valer, não é uma má ideia deixar ao alcance de animais domésticos nada adestrados, para que façam suas necessidades e fiquem sempre subindo e batendo no computador. Os pelos, principalmente dos gatos, devem acabar entrando e se juntando à poeira nas placas. Mas vale prestar atenção e deixar a tampa do gabinete fechada, para evitar que acidentes acabem acontecendo com os bichos.

 

Deixe o PC à vontade para as crianças

 

É indiscutível: toda criança pode ser considerada uma máquina de destruir computadores. Elas estão apenas em uma fase de exploração e novas descobertas, então mexer a fundo no PC em cada uma das funções que existem é bastante normal.

 

Sendo que a intenção é acabar com o computador e torná-lo inútil, é fundamental deixá-lo ao alcance dos pequenos para que eles baixem o que quiserem, instalem todo tipo de porcarias e saiam clicando em absolutamente tudo. No começo, o computador é somente desconfigurado, mas logo acaba sendo infestado de vírus e programas problemáticos. No mínimo, você vai precisar formatá-lo para trazê-lo de volta à vida.

 

Aquecedor perto do computador

 

Digamos que você more em uma das cidades do sul do país e sofra bastante com o clima, principalmente no inverno. Sua casa não tem lareira e nenhum tipo de preparação para enfrentar quedas tão bruscas de temperatura e você tenta se esquentar de todas as maneiras possíveis, mas quer permanecer no computador.

 

Não há alternativa alguma, você vai precisar de um bom e potente aquecedor para deixar o clima agradável. Mas, como você também quer destruir o computador, por que não ligar vários aparelhos justamente em volta do PC? E se as placas estiverem sem os coolers ligados, melhor ainda.

 

Dê eventuais batidas no PC quando ele não funcionar

 

Quando você mais precisa do computador, ele parece não funcionar. As costumeiras travadas acontecem a todo o momento e o tempo de início do sistema operacional passa de dez minutos. Abrir um programa é um sacrifício enorme e você não consegue ver nenhum arquivo do disco rígido. A solução é simples: dê uma boa pancada no gabinete.

 

Com os problemas acontecendo com tanta frequência, o seu pé (de preferência protegido por uma boa bota) vai acabar se acostumando a ir com a maior força na direção do gabinete. Se isso não causar trilhas defeituosas no disco rígido ou até curtos-circuitos no hardware, vai garantir ao menos alguns amassados. Além de tudo, serve como terapia para a falta de paciência com a lentidão.

 

Deixe tudo bem limpinho

 

Todo brasileiro que tem um carro gosta de cuidar dele e deixá-lo sempre bem limpinho. Sendo assim, aproveite os finais de semana e, no dia de lavar o veículo, pegue também o computador para fazer uma boa limpeza com um balde cheio d’água. Esfregue bem os circuitos com sabão e deixe tudo brilhando.

 

Não é má ideia conectar as placas ainda molhadas e ligar o PC logo em seguida. Só tome cuidado para não ser eletrocutado.

 

Passe com o carro por cima

 

Nenhuma das dicas acima funcionou ou atendeu às suas expectativas? Bem, parece que a última solução para destruir o computador é a mais bruta possível: atropelamento. Com uma pancada tão forte, as placas vão se soltar, amassar e até perder algumas partes durante o impacto, tornando a máquina totalmente inutilizável.

. . . . .

É possível encarar as dicas de duas formas diferentes: assumindo-as como as melhores para destruir seu computador ou fazendo exatamente o contrário. Dessa forma, sua máquina fica o mais longe de perigos e com certeza tem a vida útil aumentada. E você, tem alguma dica para adicionar à lista? Compartilhe-a nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: