(Fonte da imagem: Reprodução/Future of Transportation)

Se por um lado os elevadores evoluíram consideravelmente nos últimos anos, se tornando mais rápidos e seguros, por outro temos as escadas rolantes, que praticamente não mudaram desde a sua criação, ganhando apenas variações como as esteiras rolantes.

Mas o que o futuro nos reserva em relação a essas máquinas “ultrapassadas”? Será que elas vão sofrer mudanças drásticas, passar por melhorias menores ou continuar exatamente como são hoje? Pensando nisso, o Tecmundo juntou algumas das possibilidades mais promissoras dessa tecnologia — confira logo abaixo.

Levytator

Um dos métodos de escada rolante que promete ser o futuro dessa tecnologia é o Levytator, um sistema que troca os degraus retangulares atuais por versões arredondadas. Com isso, as esteiras mantêm-se encaixadas mesmo em curvas – o que é simplesmente impossível com as escadas atuais –, permitindo dessa maneira que suas estruturas tenham qualquer forma.

A mudança de aparência não é apenas uma questão estética: a maior vantagem trazida pelo Levytator é a criação de um circuito contínuo que usa apenas uma esteira tanto para subir quanto para descer, tornando esse método muito mais eficiente energeticamente, segundo o Mail Online.

Também vale notar que essa tecnologia traz um maior aproveitamento de cada degrau, já que, nas escadas rolantes de hoje, metade dos degraus sempre está escondido embaixo do maquinário. O único problema é que, no caso de uma parada de emergência, ambos os lados da escada sofrerão com o desligamento.

Entretanto, o melhor de tudo é que essa tecnologia – que foi patenteada em vários países há alguns anos – já pode ser reproduzida atualmente com facilidade; resta torcer que uma empresa esteja disposta a investir nela.

Helixator

Não, isso não é uma escada bizarra de um filme de ficção científica. Esse é, na verdade, um projeto chamado Helixator, cujo principal objetivo é combinar a rapidez de um elevador com o deslocamento em massa das escadas rolantes.A base do Helixator precisa ser larga para gerar aceleração para toda a estrutura. (Fonte da imagem: Reprodução/Future of Transportation)

De acordo com um artigo publicado pelo Future of Transportation, a estrutura em espiral do Helixator não possui limite para altura máxima, permitindo que ele seja um método eficiente de transportar várias pessoas até o topo de um prédio de 100 andares, por exemplo, em pouco mais de oito minutos.

O único problema que o Helixator tem a enfrentar, no momento, é o grande espaço ocupado por sua estrutura: assim como mostrado na imagem, a base e o topo dessa escada rolante precisam ter vários metros de diâmetro para gerar aceleração suficiente – tamanho que poucos edifícios podem dispor com uma simples escada.

Estrutura do Helixator por diferentes pontos de vista. (Fonte da imagem: Reprodução/Future of Transportation)

Além disso, é bom deixar claro que essa estrutura não tem como objetivo substituir as escadas rolantes comuns, pois ela só é realmente útil para atravessar longas distâncias verticais sem qualquer parada, ao mesmo tempo em que não consegue ser tão veloz quanto um elevador para transportar pessoas. Ela é apenas uma alternativa.

Uma escada rolante com esteroides

Enquanto os projetos anteriores apostam em mudanças consideráveis no design do aparelho, a empresa de engenharia Lerch Bates acredita que a evolução dessas máquinas deve ser muito mais discreta, apostando em alterações ergonômicas para tornar nossas curtas viagens um pouco melhores e mais seguras. Entre as modificações listadas pela empresa, estão características como:

A aparência da escada rolante do futuro, segundo a Lerch Bates. (Fonte da imagem: Reprodução/Lerch Bates)

  • Proteções nas pontas superiores e inferiores de cada corrimão, para evitar que crianças acidentalmente “se levantem” ao segurar nela;
  • Corrimãos menores para que seja possível segurar neles com mais facilidade; adição de proteção lateral extra em áreas com risco de vida em caso de queda;
  • Adição de sistemas de detecção de peso, temperatura e níveis de vibração;
  • Sinalizador LED que indica se você não possui a altura apropriada para utilizar a escada rolante;
  • Sistema de detecção e combate ao fogo que apaga as chamas com a ajuda de gases de alta pressão;
  • Escaneamento automático das laterais externas da escada, que ativa alarmes e desacelera caso algo (ou alguém) esteja pendurado para fora da estrutura.

Mesmo que as mudanças recomendadas pela Lerch Bates sejam muito menores, é certo que esse é o futuro mais provável das escadas rolantes atuais, já que a ideia utilizaria apenas tecnologias que já possuímos. Além disso, vale notar que essas melhorias poderiam ser usadas em conjunto com as outras possibilidades listadas neste texto, tornando-as muito mais seguras.

.....

Embora as escadas rolantes ainda sejam praticamente as mesmas de quando foram criadas, ideias como as mostradas neste texto provam que isso não deve continuar assim por muito tempo. E você, como acha que elas vão ser no futuro? Diga o que acha nos comentários.

Fonte: Mail Online, Future of Transportation, Lerch Bates