Se você assistiu o seriado Black Mirror, deve ter uma ideia do que um futuro "distópico" nos oferece. Agora, de acordo com alguns documentos políticos que foram indicados pelo Independent, o governo chinês vai tornar o país em um "cenário de classificação". Como isso vai funcionar? Todos os chineses vão receber uma nota — sim, como se fosse de 0 a 10 — para construir uma "cultura de sinceridade" e uma "sociedade harmoniosa onde manter a confiança é algo glorioso".

A ideia geral é que a China implemente um sistema que soma o dinheiro, os envolvimentos sociais, as políticas e os créditos legais dos cidadãos dentro de uma grande pontuação. Caso um habitante chinês tenha uma nota baixa, ele terá alguns privilégios negados. Companhias também receberão notas e, se forem baixas, o governo expandirá a supervisão diária e realizará inspeções sem aviso — e tudo isso está marcado para começar a valer em 2020.

Um dos apoiadores desse novo sistema é o blogueiro chinês Wenquan Xin, comentando que esse sistema é necessário principalmente porque grande parte da população chinesa não possui um cartão de crédito, por isso, o país não possui um sistema de pontuação de crédito para avaliar riscos sobre pessoas — digamos, algo similar ao Serasa e SPC que existe no Brasil.

Se você é uma pessoa que compra muitos games online, será classificado como uma pessoa ociosa

A gigante do ecommerce Alibaba já utiliza um sistema de pontuação próprio, feito pela Sesame Credit. Esse sistema, de acordo com a BBC, determina a pontuação de um cidadão por meio de multas de trânsito, impostos pagos e até o que eles compram online.

Quer um exemplo do sistema da Sesame? Se você é uma pessoa que compra muitos games online, será classificado como uma pessoa "ociosa". Já se compra muitas fraldas, por exemplo, será considerado uma pessoa "responsável".

Dentro desse mesmo sistema, pessoas com notas altas podem alugar carros sem deixar um depósito como sinal, por exemplo. Ainda, elas podem passar na frente em filas de hospitais após pagar uma pequena quantia. Um dado interessante é que o site de relacionamento chinês Baihe comentou que 15% dos usuários mostram a pontuação da Sesame e seu perfil para atrair possíveis "matches".

Marcado como gado

Sobre o sistema do próprio governo, nada foi explicado completamente ainda. Porém, acredita-se que tudo será compilado via Big Data. "A China está se tornando uma sociedade totalitária, onde o governo controla e afeta todos os indivíduos", disse o novelista Murong Xuecun ao Independent. "É como O Grande Irmão, que tem todas as suas informações e pode lhe machucar onde bem entender e da maneira que quiser".

E o que acontece se um cidadão ficar com uma nota baixa? De acordo com os documentos, as penas para quem não "cumprir a confiança social" são essas:

  • Você não poderá trabalhar como funcionário público
  • Você não terá acesso à segurança-social e políticas de bem-estar
  • Você será revistado com mais afinco quando passar pela alfândega chinesa
  • Você será retirado de cargos mais altos caso trabalhe no setor alimentício ou farmacêutico
  • Você não terá direito a uma cama em trens noturnos
  • Você não poderá fazer reservas em hotéis ou restaurantes mais caros (estrelados)
  • Você será rejeitado por agentes de viagens
  • Suas crianças não poderão estudar em escolas privadas mais caras

Este parece ser um grande passo da China para aumentar o controle sobre a população e, caso algum habitante chinês "saia da linha", até os descendentes vão sofrer — como você pode notar nas diretrizes acima. Você tem alguma opinião sobre o assunto? Diga nos comentários.