Tecnologia e futebol: compare o tráfego de dados nas Copas de 1998 até 2022

1 min de leitura
Imagem de: Tecnologia e futebol: compare o tráfego de dados nas Copas de 1998 até 2022
Avatar do autor

Em 1998, na Copa da França, já havia uma boa parcela da população que utilizava telefones celulares. Ainda assim, naquela época, a internet ainda não era um grande meio para entretenimento e comunicação, e os celulares conseguiam apenas fazer ligações e enviar mensagens de texto. Naquele ano, 15 mil espectadores tinham telefones móveis e enviaram em média um SMS por partida durante todo o campeonato. Eles representavam apenas 19% dos torcedores que assistiram a copa.

Duas copas depois disso, as coisas já estavam muito diferentes. Em 2006 na Alemanha, 69 mil pessoas carregaram seus celulares para os jogos da copa do mundo e enviaram suas fotos com 1,3 MP para amigos e postaram esses conteúdos nas redes sociais. A expectativa para a Copa do Mundo deste ano é que 74 mil torcedores levem aparelhos celulares somente para a partida final da competição no Maracanã. Isso representa mais de 90% dos espectadores esperados para a partida.

Em 2022, na já polêmica Copa do Mundo no Qatar, a expectativa é que a partida final tenha 86 mil telefones celulares com os espectadores e praticamente todos eles com algum smartwatch ou qualquer outro vestível no corpo.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Tecnologia e futebol: compare o tráfego de dados nas Copas de 1998 até 2022