A câmera viu, o juiz não: o inglês Lampard não pôde comemorar o chute que entrou contra a Alemanha, na Copa de 2010. (Fonte da imagem: Reprodução/BBC)

Chega de xingar o juiz se ele não validar aquela bola que passou da linha do gol, mas que só ele não viu. De acordo com a FIFA, as bolas com chips e traves com sensores já estarão presentes em todas as cidades brasileiras que serão sedes da Copa do Mundo de 2014.

Segundo o Lance!, o presidente da federação, Joseph Blatter, confirmou em uma entrevista que o equipamento eletrônico estará no próximo torneio mundial – e que fará sua estreia um ano antes, durante a Copa das Confederações, que acontece apenas em algumas das cidades-sede. Além disso, ele aproveitou para criticar novamente o atraso do país no andamento das obras nos estádios.

Apesar da pressa em adotar a tecnologia, colocar um chip na bola é uma atitude bastante criticada por vários fanáticos mais conservadores do futebol, que afirmam que a possibilidade de erro do juiz faz parte do esporte. Uma medida similar, já bastante comum na Europa, é a presença de dois auxiliares de arbitragem, um atrás de cada gol, para avaliar lances que ocorram próximos da linha de fundo.

Fonte: Lance!

Cupons de desconto TecMundo: