(Fonte da imagem: Reprodução/TechWeb)

A Foxconn é uma empresa notoriamente conhecida por tratar de forma não tão adequada os seus funcionários e, graças a isso, diversas vezes a empresa já foi notícia aqui no Tecmundo — há algum tempo, alguns funcionários da empresa ameaçaram se suicidar se não tivessem melhores condições de trabalho. A companhia também admitiu que crianças trabalhavam em algumas de suas fábricas.

Durante uma onda de suicídios ocorrida em 2011, a empresa anunciou uma série de medidas para diminuir as fatalidades. Entre elas, a colocação de redes em volta dos prédios, para evitar que trabalhadores pulassem.

Substituindo pessoas por máquinas

Na mesma época, o fundador e presidente da empresa, Terry Gou, prometeu que acabaria com as reclamações trabalhistas dos funcionários substituindo parte da mão de obra por robôs. Segundo ele, a medida visa diminuir os custos com trabalhadores e, ao mesmo tempo, multiplicar a produtividade das fábricas da Foxconn.

A primeira leva de “Foxbots”, como as máquinas estão sendo chamadas, é composta por 10 mil robôs e já chegou a uma das fábricas da companhia. Além disso, outros 20 mil estão na fila para desembarcar até o final do ano.

Cada robô custa entre 20 e 25 mil dólares para ser produzido, o que equivale a três vezes o salário anual médio de um trabalhador das fábricas.

Cupons de desconto TecMundo: