Para quem gosta de tirar fotos, trocar de celular pode ser uma oportunidade de ouro de melhorar a qualidade das imagens.

As câmeras desses aparelhos estão cada vez melhores e cheias de recursos, sendo que cada fabricante procura colocar vantagens extras para atrair mais usuários para a marca.

Isto é, se para você a câmera é muito importante, é preciso gastar algum tempo conferindo as diferentes funcionalidades de cada aparelho — a maior parte já traz panorama por padrão, mas alguns celulares oferecem até imagens tridimensionais de ambientes e gravação em 4K, então vale a pena comparar bem!

Se você já comprou o aparelho, é hora de começar a mexer nele para encontrar tudo o que a câmera tem a oferecer e saber o que é útil ou não no dia a dia. Alguns recursos podem ser desabilitados para economizar bateria, por exemplo, e outros servem muito mais para impressionar os seus amigos do que para ser usado de forma prática.

Teste cada detalhe

Ainda que o seu celular tenha a mesma marca do antigo, cada modelo diferente costuma trazer alguma novidade nos recursos avançados da câmera, então é bom testar tudo antes de sair fotografando.

Além daquelas ferramentas que você vai usar bem pouco no dia a dia — como a criação de gifs ou de modelos 3D do ambiente —, é bom testar também os ajustes mais comuns, para saber como o seu telefone se comporta em cada situação. Isto é, altere o balanço de branco em diversos ambientes, por exemplo, para ter uma ideia melhor sobre o assunto quando for preciso.

Photo Sphere, um recurso recente da câmera nativa do Google

Conhecer bem o seu aparelho é importantíssimo para que você não precise usar tudo no automático, evitando demorar muito para achar a configuração ideal mais tarde. Teste a sua nova câmera de dia e de noite, em ambientes com luz natural e artificial e também em um dia nublado. Dessa forma, você fica preparado para lidar com qualquer situação no futuro!

Abuse dos ajustes manuais!

Os principais ajustes manuais de aparelhos móveis são o ISO e o balanço de branco, mas algumas marcas oferecem até configuração de tempo de exposição, por exemplo. Se você nunca fuçar nos menus avançados do seu aparelho, é bem possível que não vai conseguir o melhor resultado possível.

Nem todas as câmeras são assim, mas muitos celulares colocam como resolução padrão um valor intermediário. Ou seja, se você não for conferir isso, pode acabar não aproveitando 100% do que o smartphone tem a oferecer!

Para vídeos, isso pode se inverter: se o seu aparelho for capaz de gravar em 4K, por exemplo, configure um valor menor como padrão para não criar arquivos muito grandes sem necessidade. Filmagens no dia a dia podem ser feitas em 720p tranquilamente – guarde as resoluções mais altas para quando for realmente preciso.

Abandone o flash

A luz de flash em um celular é um ótimo recurso para ser usado, por exemplo, como lanterna para achar as chaves na sua bolsa quando você estiver no escuro. Já para capturar fotografias, no entanto, nem sempre essa é a melhor alternativa — os aparelhos mais novos estão cada vez mais capazes de tirar boas fotos em ambientes com pouca iluminação.

A verdade é que a luz de flash de celulares não é nem de perto a ideal para esse fim, então ela pode acabar piorando tudo. Aproveite que você comprou um novo aparelho e invista também em um pequeno tripé, se você quiser melhorar ainda mais a qualidade das suas fotografias noturnas sem precisar usar uma luz artificial.

Celular novo, lentes novas

Essa solução é ótima para melhorar câmeras que já são naturalmente boas, então se você comprou um bom celular e quer ainda mais qualidade, considere comprar um kit de lentes junto! Elas são vendidas em diversos estilos, mas para melhorar mesmo o resultado final, o ideal é adquirir um bom par de lentes de vidro ou cristal, e não aquelas maleáveis.

É possível achar lentes para o celular em lojas online que importam o produto da China — elas ficam bem mais baratas dessa forma, mas demoram bastante para chegar. Se você tem pressa, vários fornecedores nacionais vendem esses equipamentos, mas o preço é bem mais salgado.

Esse tipo de acessório pode ser grudado atrás do celular sempre que for necessário e emula lentes olho-de-peixe, por exemplo, ou permite zoom óptico (o que não compromete a qualidade da imagem, como acontece com a ferramenta digital dos aparelhos móveis). As mais simples podem ser encontradas por menos de 10 reais em sites de importados, mas algumas chegam a custar mais de 100 reais.

Mudou o sistema? Mude os apps!

Se você usava uma plataforma e migrou para outra, é interessante dar uma boa olhada na loja de apps do novo telefone para conhecer bem o que está disponível. Existem muitos bons aplicativos de câmera e fotografia que permitem não apenas editar as fotos posteriormente, mas também controlar manualmente o equipamento.

Veja a seguir três aplicativos — um para Android, um para iOS e um para o Windows Phone — que foram selecionados para quem migrou de plataforma e quer uma solução exclusiva para melhorar a câmera do seu novo telefone. Os três são pagos, mas os resultados vão muito além de filtros e melhorias artificiais!

Manual — iOS (USD 1,99)

Este aplicativo permite que você desbloqueie as opções manuais da câmera do iPhone, que não existem na versão nativa da câmera do aparelho. Se você está acostumado a fotografar usando um equipamento profissional e quer mais controle sobre o foco, exposição, abertura, balanço de branco e outros atributos, este app pode ajudar!

Ele é um lançamento recente na App Store e ainda está em uma versão inicial, mas já promete bastante. O visual é bem intuitivo, e você tem controle total sobre os principais atributos da fotografia, fazendo com que a edição posterior não precise arrumar as limitações da câmera.

Câmera FV-5 — Android (R$ 9,25)

Assim como a Manual, para o iOS, essa câmera traz opções voltadas para quem quer controlar tudo o que acontece antes mesmo do disparo. Este app já se consolidou como um dos melhores da Play Store e custa caro, se comparado com outras opções para o Android, mas tem resultados pra lá de interessantes.

Com um visor que lembra bastante os menus de câmeras profissionais, todos os ajustes manuais estão na ponta dos dedos! Exposição, foco, ISO e muitos outros atributos podem ser ajustados nos mínimos detalhes. Em alguns modelos mais recentes de celulares Android, ele permite inclusive captura em formatos RAW.

ProShot — Windows Phone (R$ 4,99)

O Windows Phone é um sistema conhecido por ter alguns aparelhos equipados com câmeras incríveis, como é o caso de alguns aparelhos da linha Lumia, que possuem lentes realmente interessantes. Para tirar o máximo de proveito disso, você pode usar um aplicativo que permite o controle total do potencial desses equipamentos.

O ProShot, assim como os outros dois apps dessa lista, possui controles manuais para que você capture as imagens com os melhores ajustes para cada situação. Dessa forma, você não depende tanto de programas de edição e de modos automáticos de disparo. Este aplicativo está disponível também para o iOS, porém com algumas limitações em relação à versão do Windows Phone.

Cupons de desconto TecMundo: