É fato: fotografar a comida antes de dar a primeira garfada é um hábito incrivelmente comum, principalmente entre quem usa bastante o Instagram e outros apps de compartilhamento rápido.

O problema é que aquele prato maravilhoso que está na sua frente pode transformar-se em uma massa disforme e nada apetitosa se você fotografá-lo de qualquer maneira. Algumas imagens, inclusive, fazem você perder completamente o apetite!

Uso de flash, falta de foco, iluminação inadequada e desorganização na montagem são fatores que contribuem bastante para deixar as fotos de comidas pouco atraentes. Mas nem tudo está perdido! Com algumas dicas simples, você pode transformar essas imagens e ganhar muitos likes e elogios nas redes sociais.

Aplicativos e aparelhos

Para começar, é importante ler este artigo sobre fotografia com o celular. Ele mostra aplicativos e dicas para qualquer situação, mas que servem perfeitamente nesse caso. Você pode usar outra câmera também para tirar foto do seu prato, mas geralmente isso é feito com o aparelho telefônico, então é essa a realidade considerada neste artigo.

E, se você acha que precisa de um aparelho incrível para que as imagens fiquem bonitas, saiba que isso não é verdade — inclusive alguns exemplos dessa lista foram capturados usando celulares mais simples e são ótimas fotografias, bastando trabalhar para obter o máximo do equipamento que você possui.

Obviamente, com uma câmera melhor as imagens vão ficar mais nítidas ou com cores mais vivas, o que melhora a qualidade. Porém, seguindo essas dicas, você pode deixar mais bonito o resultado da captura com qualquer celular!

Para começar, monte o seu prato

Não adianta querer uma foto incrível se você não estiver disposto a gastar um tempo montando bem o seu prato e fazendo uma pequena produção externa. Seja em um restaurante ou mesmo em casa, isso é essencial e pode significar a diferença entre uma massa sem forma e feia e um apetitoso hambúrguer ou prato de macarrão.

A montagem do prato precisa ser organizada e permitir que cada elemento seja reconhecível

É importante que os alimentos sejam bem reconhecíveis na foto e que cada detalhe esteja no seu devido lugar. Por exemplo, se você colocar raminhos de tempero (manjericão, alecrim etc) sobre um prato de massa com molho, ele adquire um ar mais sofisticado.

Depois de fotografar, você pode espalhar o molho por tudo e até colocar mais comida no prato, mas antes disso cuide como cada elemento vai ficar na imagem. Arrume a comida separadamente, tente inserir cores vivas para dar mais destaque e pense em uma forma de deixar o arredor do prato mais bonito.

O ângulo certo é muito importante!

Por exemplo, se você estiver em um restaurante com um visual interessante, pode valer a pena tentar mostrar isso no fundo, mas, se o local não for convidativo, é melhor fotografar de cima, para pegar só a mesa e eventualmente um talher ou outro detalhe.

Pensando nisso, é interessante que você veja qual é o melhor ângulo para fotografar. Um close na comida — mas só faça isso se a sua lente permitir o foco bem de perto —, um panorama geral para mostrar o ambiente ou ainda uma imagem do prato visto de cima. São muitas as possibilidades e você pode testar cada uma e ver como fica melhor.

Não se esqueça das regras de enquadramento clássicas, que se aplicam muito bem nesses casos. Use linhas guias para deixar a foto “reta” e abuse da criatividade na hora de enquadrar o prato de comida. Mais do que saber o que mostrar, é interessante também saber exatamente o que deixar de fora!

Ilumine o seu alimento, mas abandone o flash

Para que uma foto de alimento fique boa, é preciso ter o máximo de foco possível, e isso só vai acontecer se a cena estiver muito iluminada. Fotografar o seu prato de comida à noite ou em ambientes com iluminação baixa pode até dar certo, mas é um feito raro — normalmente o resultado fica como nesses exemplos:

Exemplos de imagens tremidas e nas quais faltou foco e bom enquadramento

Na hora de bater a foto, veja de onde a luz está vindo e tente usar isso a seu favor. Não faça sombra no prato com o seu corpo e, se possível, use fontes externas para ajudar a preencher os contornos da comida — como uma luminária (se você estiver em casa) ou mesmo as velas da decoração do restaurante.

Fundo branco quase sempre ajuda a deixar a foto mais bonita e é de grande ajuda para destacar os contornos, algo fundamental para um bom resultado. É importante que as pessoas entendam o que é aquele alimento, onde ele começa e termina e o que faz parte do prato, caso contrário vai parecer um amontoado de aparência nojenta e nada apetitosa.

Antes de se sentir tentado a usar o flash, no entanto, lembre que ele dificilmente vai trazer resultados positivos. O flash é uma luz dura (veja aqui o que isso significa) que tira quase todos os contornos, texturas e cores da imagem, então você já pode imaginar o que ele faz em uma foto que precisa justamente desses três elementos.

Luz, câmera, foco!

Foco é a palavra-chave nas fotografias de comida. Saber o que mostrar e o que esconder, usando a profundidade de campo, também é essencial. Além disso, se você puder usar um apoio fixo para o seu celular ou câmera, as chances de que a foto fique boa aumentam bastante, já que qualquer tremida estraga a imagem.

Ou seja: você precisa de luz para conseguir focar bem e apoio para não tremer. Isso é importante em qualquer situação, mas se torna vital ao fotografar comida, já que a combinação de falta de foco e imagem borrada geralmente é um prato que faz você perder a fome no lugar de querer experimentar.

Para conseguir um bom foco, clique na tela no ponto que você quer deixar nítido até que o aparelho indique que o procedimento foi bem-sucedido. Geralmente, o marcador na tela fica verde para mostrar que conseguiu foco ou vermelho quando for preciso tentar novamente. Para facilitar, indique pontos com bordas e cores vivas.

Se o seu telefone tem uma câmera boa, é muito provável que ele tenha um modo macro que funciona de verdade. Use este recurso para conseguir aproximar bem o celular do alimento e conseguir o máximo de nitidez. Se você não estiver conseguindo focar, no entanto, tente afastar um pouco e então recortar a foto no enquadramento mais fechado.

Usar a profundidade de campo pode ajudar a esconder fundos feios

Depois, na hora da edição, não tem problema aumentar um pouquinho a nitidez artificialmente. Só tome cuidado para não deixar a imagem distorcida — além disso, se a foto estiver tremida, não adianta nada tentar usar esse recurso, pois ele não é capaz de consertar esses problemas.

Abuse dos filtros de cor e contraste

Para que a comida fique com uma aparência mais bonita, é recomendado que você ajuste as cores e contrastes posteriormente no próprio celular. O melhor aplicativo para isso é o VSCO Cam, mas existem vários outros (conforme mostrado neste artigo) que você pode testar. Para o Windows Phone, o Fotor e o Camera360 são algumas das melhores alternativas.

Além dos filtros de cor, contraste e textura, colocar textos e elementos extras na foto pode ser uma ótima maneira de transformar aquele clique em algo mais divertido. O Studio Design, por exemplo, permite criações profissionais sem gastar nada. Já no Windows Phone, você pode usar o Momento, que edita e aplica textos e stickers.

Cupons de desconto TecMundo: