(Fonte da imagem: Reprodução/amirajuli - DeviantArt)

A fotografia digital é um dos maiores avanços tecnológicos do final do século XX, mas essa evolução na verdade aconteceu aos poucos, ao longo dos anos. O primeiro passo foi dado quando Frenchman Nicéphore Niépce produziu a primeira imagem fotográfica fixa em 1826. Um tempo depois, com a invenção do telégrafo elétrico, alguns inventores passaram a realizar testes com o envio de imagens por meio de pontos e traços.

Com a evolução de peça por peça, nasceu o que conhecemos hoje como a fotografia digital. Desde a transmissão de fotografias por meio de dados que uniam pontos para formar imagens até smartphones que publicam imagens instantaneamente, diversos aparelhos foram produzidos e alguns deles fizeram história.

Nesse artigo, reunimos uma série de equipamentos que ajudaram a moldar a forma como fazemos fotografias hoje. Confira abaixo as câmeras digitais mais importantes da história (até agora).

1. Protótipo de câmera digital da Kodak - 1975

A primeira câmera da lista foi produzida a partir de um conceito de Steven Sasson engenheiro da Kodak. Aos 25 anos ele recebeu a tarefa de criar um “dispositivo de carga acoplada” ou um CCD, em sigla inglesa.

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

Ele decidiu que o melhor a fazer era criar uma câmera sem partes móveis. Após um ano de trabalho, o dispositivo estava criado. Longe da portabilidade que temos hoje, em que máquinas fotografias digitais podem pesar pouquíssimas gramas, o aparelho pesava nada menos do que 8 kg.

Ela foi construída com um sensor de 100 x 100 pixels. Para que você tenha uma referencia, uma câmera VGA, que é atualmente o menor sensor que se pode encontrar no mercado, (geralmente utilizado em câmeras frontais de smartphones não tão avançados) conta com um sensor de 640 x 480 pixels, com resolução muito inferior a 1 MP.

Esse equipamento fez, oficialmente, a primeira imagem digital da história. Ela foi capturada em preto e branco, em dezembro de 1975.

2. Fujix Fuji DS-1P – 1988

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

Na Photokina de 1988, que aconteceu na Alemanha, a Fuji revelou a primeira câmera digital voltada aos consumidores finais, no entanto, ela nunca chegou a ser comercializada. Mesmo assim, o aparelho apresentou ao mundo uma nova e importante tecnologia: a SRAM (static RAM), o cartão de memória removível desenvolvida em parceria com a Toshiba.

3. Dycam – 1990

(Fonte da imagem: Reprodução/Camera Curiosities)

Ela foi a primeira câmera digital feita para atingir o mercado americano, porém, ela era muito cara para se popularizar (US$ 600) e totalmente rudimentar (eram apenas fotos feitas em preto e branco, a 376x240 pixels). Na época do lançamento, poucas unidades foram vendidas, mas quase todas para fins empresariais.

4. Fuji DS-200F - 1993

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

A Fuji DS-200F foi um dos primeiros modelos de câmeras digitais a garantir que o conteúdo gravado na memória não fosse totalmente volátil. Ao contrario de outros modelos, que necessitavam de uma alimentação de energia para garantir o armazenamento, ela trabalhava com um tipo de memória em estado sólido - o que conhecemos hoje como memória flash, atualmente a forma mais utilizada por fabricantes de máquinas digitais.

5. Apple QuickTake - 1994

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

A Apple QuickTake foi a primeira máquina digital voltada par ao consumidor (ou seja, com preço inferior a US$ 1 mil) a fazer imagens coloridas. O equipamento tinha resolução VGA, foi criado pela Apple, projetado pela Kodak e fabricado pela Chinon, no Japão.

6. Sony Mavica - 1997

(Fonte da imagem: Reprodução/The SysAdmin Network)

Uma dos mais clássicos equipamentos de fotografia foi a primeira máquina digital de toda a geração nascida nos anos noventa (inclusive da redatora que vos escreve). O sucesso foi tão grande, que na época a Mavica representava 40% das vendas de câmeras digitais nos Estados Unidos.

Cartões de memória? Memória interna? Nada disso: a Mavica usava disquetes para salvar as fotos. As imagens em baixa resolução exigiam que se carregasse caixas inteiras de disquetes, nos quais cabiam pouquíssimas imagens.

7. Kyocera VP-210 – 1.999

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

Em 1.999, quando o celular começava a se popularizar no Brasil, o Japão já tinha em suas lojas primeiro telefone com câmera. Ele era capaz de armazenar 20 imagens e fazer transmissões ao vivo de “vídeos” a taxas de (pasme) 2 fps (frames por segundo) – algo muito mais próximo dos GIFs atuais.

8. Olympus E-10 – 2.000

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

Ela foi a primeira DSLR a contar com um display de LCD para visualização de imagens em tempo real. O equipamento substituiu o espelho de SLR padrão por um divisor de feixe de luz de entrada, que enviava informações tanto para o sensor quanto para o visor óptico.

9. Casio Exilim EX-S1/EX-M1 – 2.002

(Fonte da imagem: Reprodução/PopPhoto)

A Casio saltou na frente de toda a concorrência ao conseguir integrar todos os componentes de uma câmera em um corpo minúsculo. O equipamento era bastante compacto, algo totalmente impressionante para a época.

10. GoPro Digital Hero 3 – 2.007

(Fonte da imagem: Reprodução/DigitalTrends)

Acessibilidade e resistência. A GoPro consegue ir a qualquer lugar, tanto é que ela já foi enviada até ao espaço. E o melhor: nada disso precisa ser feito por profissionais. Até mesmo amadores podem contar com o equipamento e fazer imagens memoráveis de esportes, passeios de carro e, até mesmo, experimentos com balões meteorológicos.

Cupons de desconto TecMundo: