A fotografia ainda é vista como uma “captura da alma”. Antigamente, tal caracterização se baseava na surpresa que várias pessoas tinham ao ver seus retratos capturados por um aparelho — até então, era também comum utilizar critérios religiosos para explicar o “desconhecido”. Hoje, no entanto, tal classificação se deve ao sentimento e à narrativa que uma única imagem pode carregar em seus traços.

Desde a época do daguerreótipo (criado em 1837) e de outros precursores das câmeras fotográficas que conhecemos, a fotografia abriu um novo espaço criativo na história da arte. Consequentemente, colecionadores dispostos a investir altos valores em uma imagem — que é realmente um registro único de um lugar ou pessoa — surgiram no cenário fotográfico.

Prova disso são os preços que listamos abaixo: todas as nove fotografias foram avaliadas por mais de 1 milhão de dólares. Exagero? Excentricidade? Paixão pela arte? Os motivos podem ser vários. Mas todas as fotos listadas a seguir conquistaram o olhar de colecionadores, que não hesitam em gastar uma boa quantia para ter em suas mãos imagens singulares.

1 – Sem título (Cowboy) de Richard Prince

Preço: US$ 1,5 milhão

(Fonte da imagem: Reprodução/Richard Prince)

Nesta lista, 1,5 milhão de dólares é o valor mínimo investido em uma única foto. A imagem foi capturada por Richard Prince — fotógrafo que aparecerá novamente com outra foto de maior valor.

2 – Black Sea, Ozuluce; Yellow Sea, Cheju; Red Sea, Safaga, de Hiroshi Sugimoto

Preço: US$ 1,8 milhão

(Fonte da imagem: Reprodução/Hiroshi Sugimoto)

Horizonte, mar, céu. As três imagens de Hiroshi Sugimoto, que sempre explora composições simples em suas fotografias, conquistaram os aficionados por fotos singulares. O resultado foi o investimento de 1,8 milhão de dólares pela obra de Sugimoto — que está no ramo há 30 anos.

3 – Sem título #92 de Cindy Sherman

Preço: US$ 2,1 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Cindy Sherman)

Outra fotógrafa que faz dobradinha é Cindy Sherman — que também possui imagens caras e sem título, assim como Richard Prince. A foto, tirada em 1981, é a primeira dessa lista que passa da casa dos 2 milhões de dólares.

4 – Sem título (Cowboy) de Richard Prince

Preço: US$ 2,8 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Richard Prince)

Novamente, Richard Prince com cowboys. No entanto, a quantia atingida por essa imagem foi ainda maior: quase 3 milhões de dólares. O interessante dessa foto é que ela é uma “refotografia” — a fotografia de uma fotografia pertencente a Sam Abell, que aparece em uma propaganda de cigarros Marlboro.

5 – The Pond-Moonlight de Edward Steichen

Preço: US$ 2,9 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Edward Steichen )

Registrada em 1904, The Pond-Moonlight foi tirada em Westchester County. A paisagem mostra os reflexos das árvores em uma lagoa — tudo acompanhado pela luz do luar. Pela idade da imagem, é possível dizer que ela possui uma qualidade impressionante e é uma importante experiência na exploração dos limites da chapa fotográfica.

6 – 99 Cent Diptychon II de Andreas Gursky

Preço: US$ 3,35 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Andreas Gursky )

Essa fotografia de duas partes foi tirada por Andreas Gursky no interior de um supermercado com várias mercadorias. O resultado é uma imagem unificada bastante colorida (e milionária).

7 – Dead Troops Talk de Jeff Wall

Preço: US$ 3,6 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Jeff Wall )

A imagem acima nos remete facilmente a um cenário devastador de guerra. Ao colocarmos os olhos sobre ela, já imaginamos o sofrimento e a angústia que os soldados, naquele momento, estariam passando.

E é nesse momento que se torna possível mostrar toda a narrativa e significado que uma única imagem consegue carregar — a fotografia foi, na verdade, criada em um estúdio em Vancouver. Os soldados são atores que utilizaram trajes militares emprestados e que contracenaram com muito sangue falso. Mesmo não sendo um momento real, a imagem é forte e conseguiu atingir um valor de 3,6 milhões no mercado.

8 – Sem título de Cindy Sherman

Preço: US$ 3,8 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Cindy Sherman)

Sherman aparece pela última vez na lista com uma fotografia que retrata ela mesma, quase em tamanho real. Tirada em 1981, a imagem encontra-se atualmente no acervo do MoMA — Museu de Arte Moderna de Nova York.  

9 – Rhein II de Andreas Gursky

Preço: US$ 4,3 milhões

(Fonte da imagem: Reprodução/Andreas Gursky)

A fotografia do rio Reno (um dos mais famosos da Alemanha) ganhou recentemente o título de a mais cara da história. A imagem acima também tem um tamanho considerável: 1,8 metros de altura por 3,6 metros de largura. Tal questão pode ter bastante peso para a obra atingir o valor que tem hoje — no mercado da arte, quanto maior, mais valorizado.

Gursky é conhecido no mundo das fotografias por suas deslumbrantes paisagens, muitas delas coloridas — como pode ser visto no item 6 desta lista, que é outra imagem milionária desse mesmo autor.

Fonte: The Guardian, Vancouver Sun, Gizmodo e MoMA

Cupons de desconto TecMundo: