(Fonte da imagem: Reprodução/LSST)

Fotografar o céu não é nada fácil devido ao seu tamanho. Para que essa tarefa seja executada com maior facilidade, está sendo construída a maior câmera fotográfica digital do mundo. Com quase o tamanho de um carro, o sensor do Large Synoptic Survey Telescope (LSST) possui uma capacidade de captar até 3.200 megapixels (ou 3,2 gigapixels) e permitirá que todo o céu visível seja fotografado em apenas uma semana.

Cada vez que a câmera registra uma exposição, a imagem gerada é equivalente a 800 mil fotografias batidas com uma câmera comum, de 6 megapixels. Durante todo um ano de registros, o equipamento será capaz de capturar cerca de 6 milhões de gigabytes de dados de imagem que serão arquivados.

Qual a utilidade de um equipamento desse tamanho?

O campo de visão é maior que o de um telescópio comum, logo, é possível registrar um espaço maior do céu, ao contrário dos telescópios que são desenvolvidos para enxergar apenas um local pequeno de cada vez. A câmera do LSST será capaz de registrar áreas até 49 vezes maiores que a da lua em uma única exposição.

Graças a todo esse banco de dados gerado, os astrônomos serão capazes de criar um filme com todo o universo visível, mostrando como as coisas mudam, e até mesmo exibir objetos estranhos que possam vir a aparecer na lente da câmera. A construção do primeiro espelho já começou, e o equipamento inteiro deverá ser montado a partir de 2014. O LSST deverá estar em pleno funcionamento até o final da década.

Cupons de desconto TecMundo: