(Fonte da imagem: Divulgação/Ford)

A Ford apresentou um Fusion Hybrid com tecnologias avançadas de sensores e assistência ao motorista. Ele usa as mesmas tecnologias já disponíveis no modelo hoje, com a inclusão de quatro sensores de luz infravermelha – chamados LiDAR ("Light Detection and Ranging") – que escaneiam a pista 2,5 milhões de vezes por segundo.

O sistema usa as luzes da mesma forma que os morcegos e golfinhos aplicam as ondas sonoras, destacando tudo que se encontra num raio de 61 metros para gerar um mapa 3D do ambiente em tempo real.

Os sensores podem detectar qualquer coisa com densidade suficiente para refletir luz – desde objetos imóveis a veículos, pedestres ou bicicletas em movimento. Sua sensibilidade é suficiente para distinguir a diferença entre um saco de papel e um pequeno animal a uma distância equivalente a um campo de futebol.

Desenvolvido pela Ford em parceria com a Universidade de Michigan e a empresa State Farm para a pesquisa da direção autônoma, o projeto tem como objetivo incluir esses equipamentos na próxima geração de veículos da marca.

(Fonte da imagem: Divulgação/Ford)

Direção autônoma

"O Fusion Hybrid automatizado representa um passo vital dentro da nossa visão para o futuro da mobilidade", diz Bill Ford, presidente do Conselho Mundial da Ford. "Vemos um futuro de carros conectados que podem se comunicar entre si e com o mundo ao redor para tornar a direção mais segura, reduzir os congestionamentos e preservar o meio ambiente", explica.

Os veículos atuais da Ford já contam com tecnologias que permitem estacionar sozinhos, entender comandos de voz do motorista, detectar situações perigosas de direção e receber assistência em frenagens de emergência. Essas e outras tecnologias sempre permitem que o motorista assuma o controle do carro, se necessário.

"No futuro, a direção autônoma poderá nos ajudar a melhorar a segurança e reduzir os congestionamentos, embora ainda existam muitas questões a responder e explorar no longo prazo", afirma Raj Nair, vice-presidente de Desenvolvimento do Produto Global. "Com esse projeto de pesquisa do Fusion Hybrid nosso objetivo é testar os limites do carro totalmente autônomo e determinar os níveis apropriados para sua implantação a curto e médio prazo", revela.

O Fusion Hybrid automatizado serve como plataforma de pesquisa para o desenvolvimento de potenciais soluções para as questões sociais, legais e tecnológicas levantadas pelos futuros veículos autônomos. O veículo utiliza as pesquisas desenvolvidas no simulador de direção VIRTTEX da Ford para criar uma experiência integrada, combinando a capacidade dos motoristas humanos e automatizados.

Cupons de desconto TecMundo: