Em busca de criar o software perfeito para seus carros autônomos, a Ford anunciou a injeção de US$ 1 bilhão, em torno de R$ 3,1 bilhões, na Argo AI, uma empresa que trabalha no desenvolvimento de tecnologias com inteligência artificial. Agora, a companhia vai prestar serviços exclusivamente para a montadora norte-americana em busca de colocar em ação seu primeiro veículo sem motorista, prometido para até 2021.

Seu [da Argo AI] único foco ao longo dos próximos cinco anos será o desenvolvimento de um software de direção autônoma para os veículos da Ford

Com esse investimento, a Argo AI será capaz de recrutar os talentos necessários para a criação desse sistema para a Ford, afirmou o CEO da empresa Bryan Salesky. O CEO da Ford Mark Fields esclareceu o tipo de relação que as companhias vão ter: “Para fins contábeis, a Argo AI será uma subsidiária da Ford, mas vai ter bastante independência. Seu único foco ao longo dos próximos cinco anos será o desenvolvimento de um software de direção autônoma para os veículos da Ford”.

Já Raj Nair, CTO da Ford, revelou que a parte de hardware continuará sendo da alçada da própria montadora, além, é claro, da estrutura do veículo e de sua fabricação em massa, deixando a Argo AI cuidando apenas da parte de software, o “cérebro” do carro autônomo.

Carros autônomos da Ford em desenvolvimento

Ninguém quer ficar para trás

Essa medida da Ford tem como objetivo não ficar para trás na corrida da qual praticamente todas as grandes montadoras estão participando: o desenvolvimento de veículos com direção autônoma. Em paralelo, a National Highway Transportation Safety Administration, agência do governo norte-americano responsável pela segurança no trânsito, apoia o desenvolvimento dessa tecnologia em busca de reduzir o número de fatalidades e acidentes automotivos nos EUA.

Cupons de desconto TecMundo: