(Fonte da imagem: Divulgação/Seasonic USA)

As fontes de alimentação são componentes essenciais para o funcionamento de um PC, afinal elas servem para fornecer a energia elétrica que os demais itens da máquina necessitam para operar.

Pensando em melhorar a qualidade dos produtos e beneficiar o consumidor, a Ecova criou a certificação 80 Plus. Atuando como regulamentadora, a empresa estabelece especificações que devem ser atendidas para que um componente receba o selo de eficiência energética.

Acontece que, da mesma forma que serviu para informar o consumidor sobre a qualidade de um produto, essa certificação também implicou a recusa de alguns produtos que não levam o selo. Para tentar contornar o problema, algumas fabricantes resolveram colocar selos falsos.

Pode confiar. Nosso artigo tem o selo 80PLUS. (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Com isso, muitos consumidores acabaram adquirindo uma fonte com certificação, que, na verdade, não passa de uma mera enganação. Agora, quando você for comprar uma fonte, além de ficar ligado nas especificações, é preciso verificar se a certificação indicada é verdadeira ou falsa.

De olho nos selos falsos

Felizmente, a Ecova oferece uma lista com as marcas que possuem a certificação, indicando quantos componentes são aprovados e qual selo cada um recebeu. Para agilizar o processo, o site Clube do Hardware disponibilizou uma lista com os modelos que levam certificação falsa (e alguns que já tiveram o problema corrigido). Veja quais marcas evitar:

Casemall

A Casemall não é uma marca de fontes muito famosa, o que não necessariamente significa que ela faz produtos ruins. O real problema desta fabricante é usar selos falsos em alguns de seus produtos. Conforme a Ecova, a empresa não tem nenhuma fonte devidamente certificada, mas, no site da empresa, há dois produtos que vêm com o selo:

(Fonte da imagem: Divulgação/Casemall)

  • Casemall Supreme Power 500 W
  • Casemall Supreme Power 600 W

Coolmax

A Coolmax é uma marca conhecida de fontes que tem alguns produtos registrados no site da Ecova. Entre tantas fabricantes desta lista, esta empresa é a única que tem produtos com certificações verdadeiras. Apesar de ter quatro modelos com selos oficiais, a companhia relata, em seu site oficial, que tem outros modelos, o que não é verdade. Evite estes componentes:

Diversos produtos com selos 80 PLUS. Poucos são verdadeiros. (Fonte da imagem: Reprodução/Coolmax USA)

  • Coolmax ZP-750B
  • Coolmax ZP-850B
  • Coolmax ZP-1000B

K-MEX

O Clube do Hardware relata que há alguns modelos desta marca que trazem selos falsos. Não encontramos essa informação no site da fabricante, o que significa que ela pode ter removido as informações. Não há produtos dessa fabricante no site da Ecova. É bom ficar ligado em anúncios dos seguintes modelos que podem ter informações sobre uma certificação falsa:

AmpliarParece um produto certificado? (Fonte da imagem: Divulgação/K-MEX)

  • K-MEX PG-500
  • K-MEX PG-580
  • K-MEX PG-650

Mtek

A Mtek atua com o slogan “Solidez e confiabilidade”, mas não dá para confiar em uma marca que usa selos falsos em suas fontes. Nas imagens do site oficial é possível ver que os produtos vêm com o selo 80 Plus, mas, na verdade, não há nenhuma fonte da marca no site da Ecova. Abaixo, os produtos que você deve evitar:

(Fonte da imagem: Divulgação/Mtek)

  • Mtek Xtreme MF1000
  • Mtek Xtreme MF1200

MyMax

Para tentar enganar o consumidor, a MyMax usa um selo 80 Plus falso, mas a tática não é das mais inteligentes. Segundo o Clube do Hardware, em vez de colocar um selo exatamente igual ao original, a fabricante coloca um que vem com as cores trocadas. O nome da empresa não consta na lista da Ecova, mas no site da MyMax há uma imagem que mostra o selo. É bom tomar cuidado com os produtos:

Fabricante coloca produto na categoria Entusiasta (Fonte da imagem: Divulgação/MyMax)

  • MyMax Cratus 500 W
  • MyMax Cratus 600 W

Multilaser

A Multilaser não usa um selo falso, mas, conforme a informação em seu site oficial, sua fonte possui “Certificação 80 Bronze de eficiência”. O detalhe é que os produtos da empresa não constam na lista oficial da Ecova. Parece que a certificação dessa fonte segue outro padrão não informado. De qualquer forma, não é bom arriscar seu dinheiro. Entre os produtos apresentados no site, somente um apresenta esta característica:

  • Multilaser 700

WiseCase

A palavra "Wise" significa sábio, mas certamente quem comprar uma fonte dessa marca não está tomando uma atitude inteligente. A marca não possui nenhuma fonte devidamente certificada. O site Clube do Hardware comprovou que os seguintes modelos possuem certificação falsa:

Esta fonte explodiu durante os testes. Uma verdadeira bomba! (Fonte da imagem: Reprodução/Clube do Hardware)

  • WiseCase WSNG-650WR-1*14+APFC
  • WiseCase WSNG-650WR-2*8+APFC
  • WiseCase WSNG-950WR-1*14+APFC
  • WiseCase WSNG-950WR-2*8+APFC

Pesquise antes de comprar

Essas são algumas fontes que certamente você deve evitar adquirir, pois são produtos de qualidade inferior vendidos com selos falsos. Contudo, é bom notar que há uma série de outras fontes que devem ser evitadas, as quais não trazem qualquer certificação e não são capazes de trabalhar com os valores anunciados.

É de suma importância pesquisar muito antes de adquirir uma fonte, pois um produto com capacidades limitadas e sem quaisquer proteções pode acabar danificando outros componentes do seu computador. Vale conferir análises em sites especializados antes de tomar uma decisão precipitada e verificar a lista de componentes certificados.

Cupons de desconto TecMundo: