(Fonte da imagem: Divulgação/MadCatz)

Na metade do ano passado, a Mad Catz anunciou que estava trabalhando em um novo tipo de headphone — que já estava com os seus primeiros protótipos prontos. A grande novidade nessa história é o simples fato de que esses fones utilizam músculos artificiais para funcionarem com um alto nível de qualidade.

Agora, na CES 2014, a empresa anunciou que o projeto está saindo do papel e vai começar a ser vendido ainda neste mês, por US$ 129,99 (cerca de R$ 300, sem os devidos impostos), sendo que não há informações da oferta em lojas brasileiras. Além disso, a intenção é a de fazer com que você escute seu artista preferido como se estivesse na mesma sala que ele, por exemplo.

Sensibilidade até nos ossos

Essa novidade utiliza o que é chamado de ViviTouch, que é um polímero eletroativo. Ele é usado em outro headphone já existente da Mad Catz (o Freq3) e coloca um subwoofer em miniatura atrás dos alto-falantes de 50 milimetros do aparelho. Com isso, quem estiver usando o novo produto é capaz de sentir pequenas vibrações através da pele e dos ossos do ouvido.

Assim como você já deve ter imaginado, por conta dessas modificações a qualidade de áudio deve ser bastante alta. Além disso, o grande foco das companhias é no pessoal gamer, de maneira que basta ligar o headphone através de um cabo USB a um PS 4, PC ou Mac para que ele comece a funcionar normalmente.

E ainda tem mais um

(Fonte da imagem: Divulgação/AblePlanet)

Outra empresa que utiliza os músculos artificiais ViviTouch em headphone é a Able Planet, em um produto que é chamado de Able Planet Linx Fusion. A novidade é vendida em dois modelos: o normal (US$ 299 ou R$ 687 sem impostos) e o com inibidor de ruídos (US$ 399 ou R$ 917) — as vendas devem começar ainda neste trimestre.

O diferencial deste aparelho é o fato de ele contar com um regulador para que a pessoa possa aumentar ou baixar o efeito do ViviTouch, com a utilização de um cabo de áudio de 3,5 milimetros. A oferta deste headphone deveria ter começado em dezembro de 2013, mas a empresa acabou enfrentando um pequeno atraso.

Cupons de desconto TecMundo: