Quem aprecia uma trilha sonora límpida no dia a dia e, por conta disso, curte bons equipamentos musicais, deve ter sido surpreendido recentemente pelo lançamento dos fones de ouvido intra-auriculares da Even. Além de oferecer uma ótima qualidade de áudio e preços convidativos para o mercado internacional – US$ 99 (R$ 312) –, o acessório trazia tecnologia de ponta para adaptar a experiência aos seus ouvidos. Agora, para completar a família e expandir o alcance de público, a fabricante acaba de anunciar seus headphones H1.

Como nem todo mundo fica confortável com fones que invadem bastante a cavidade auricular, faz todo o sentido que a empresa traga uma opção de produto que fique sobre as orelhas do usuário – aumentando a sua imersão. O formato fechado, os drivers de 50 mm, componentes de altíssimas, o visual requintado – unindo metal e madeira – e mais uma infinidade de especificações finas já garantiriam que esse brinquedinho fosse uma boa compra para os entusiastas. O gadget, no entanto, vai muito além disso.

Especificações técnicas do Even H1

Perca uns minutos e ganhe horas de qualidade

Utilizando uma tecnologia batizada de EarPrint, o headphone pode ser customizado para que fique perfeito para o seu nível de audição – uma mistura de óculos e leitor de impressões digitais para os seus ouvidos. Parece feitiçaria, mas, na verdade, é um procedimento bastante simples. Com o H1 devidamente “vestido”, basta pressionar o botão com o logo da Even no controle acoplado aos cabos do equipamento e ouvir a voz que vai guiar você para um teste auditivo que dura, no máximo, dois minutos.

Acredite, ele não é só mais um "rostinho" bonito

Cada um dos falantes vai estimular o respectivo ouvido – um de cada vez – com oito trechos de diferentes músicas. Essas começam praticamente inaudíveis e vão aumentando de volume pouco a pouco. O truque é: assim que você conseguir escutar o som, deve pressionar o botão novamente. Essa mecânica permite que o aparelho saiba exatamente como o consumidor escuta e dá informações suficientes para que ele crie um perfil do usuário – fazendo todas as alterações necessárias para incrementar ainda mais a qualidade do fone.

Claro que as pessoas têm preferências bem distintas a respeito de quais níveis de graves, agudos e médios são ideais para si, mas a ideia é que o headphone dê uma boa ajuda ao audiófilo de plantão na tarefa de superar limitações naturais de seus ouvidos – ou, no mínimo, perceber que cada um deles escuta de um jeito. Caso você prefira a experiência mais pura e sem esse tipo de intrusão, pode ficar tranquilo: o recurso EarPrint pode ser desligado a qualquer momento e retém as suas configurações para uso posterior.

Vale notar que, por conta da presença desse recurso tecnológico, o H1 acaba ganhando um ponto fraco que pode ser fatal para quem não tem paciência para manter mais um gadget na tomada. Isso mesmo, apesar de o headphone da Even ter fio e ser conectado via entrada P2, ele precisa estar carregado para funcionar – se a bateria estiver zerada, o fone não reproduz som nem com o EarPrint desabilitado. Caso isso não seja um empecilho para você, saiba que o produto já está à venda nos EUA pelo preço de US$ 179 (R$ 564). Curtiu a novidade?

Cupons de desconto TecMundo: