Boa parte da massa do universo vem de algo que não podemos enxergar (Fonte da imagem: NASA)

De acordo com observações científicas, pesquisadores estimam que a força gravitacional do nosso universo seja muito maior do que a massa de toda a matéria que podemos visualizar. Isso quer dizer que parte da gravidade exercida pela nossa galáxia, por exemplo, vem da massa de algo que não podemos enxergar. Esse “algo” é o que os cientistas chamam de matéria escura, e é provável que ele seja responsável por 80% da massa de nossa galáxia.

Mas onde fica essa matéria escura? Bem, ninguém sabe ao certo, mas acredita-se que se essa matéria seja tão abundante que esteja todo o lugar. Durante um segundo, por exemplo, existem bilhões e bilhões de partículas de matéria escura passando através do seu corpo. Agora, pesquisadores tentam estimar a quantidade de partículas que afeta o nosso organismo, ou seja, que se choca contra os núcleos dos átomos que o compõem.

É isso que o artigo “Dark Matter collisions with the Human Body”, de Katherine Freese e Christopher Savage, tenta estimar. O resultado pode variar de acordo com as dimensões e peso de uma pessoa, além do modelo de matéria escura usado para a estimativa. Porém, se levarmos em consideração um ser humano de 70 quilos, é provável que ele passe por cerca de 30 a 100 mil colisões de matéria escura todo ano. Felizmente, tudo leva a crer que esses “acidentes” de partículas são inofensivos para a nossa saúde.

Cupons de desconto TecMundo: