Cientistas acreditam que metamaterial pode "grudar" em superfícies (Fonte da imagem: arXiv.org)

A engenharia de metamateriais não cansa de surpreender. Agora, pesquisadores da Universidade de Southampton, no Reino Unido, acreditam que metamateriais possam gerar um tipo novo de força, capaz de prendê-los em superfícies diversas, como se fossem patas de lagartixa. O mais interessante é que essa capacidade adesiva poderia ser habilitada ou desativada com um simples interruptor.

A força fundamental por trás dessa "mágica" é a mesma que atua sobre a propulsão espacial conhecida como vela solar: a pressão da radiação exercida pela luz ao atingir uma superfície. Caso os cientistas consigam fazer com que o metamaterial permita que pequenas oscilações de elétrons (plasmons) aconteçam em sua superfície, ele seria capaz, então, de interagir com os elétrons da superfície de objetos isolantes ou metalizados. Teoricamente, isso faria com que o metamaterial e o objeto fossem atraídos um pelo outro, mantendo-se grudados.

Os pesquisadores acreditam que a potência dessa força poderia ser regulada de acordo com a frequência e a intensidade da luz emitida sobre o material. As aplicações são diversas e vão desde pinças capazes de recolher nano-objetos até trajes que possibilitariam humanos a escalar prédios como se fossem o Homem-Aranha. O artigo dos pesquisadores pode ser consultado online (PDF em inglês).