Você já deve estar cansado de ouvir falar em segurança na internet, antivírus, pragas cibernéticas e coisas do gênero. De fato, este assunto é o mais comentado quando se fala na rede mundial de computadores. Se ele não fosse realmente importante, certamente não seria abordado com tanta frequência.

Segurança é algo que está presente na vida do ser humano constantemente, não apenas quando ele está em frente ao computador. Você já deve ter ouvido falar em antivírus, firewalls e anti-spywares. Mas você sabe qual a real utilidade de tê-los no computador ou você instalou porque um amigo falou que era bom?

O Baixaki vai mostrar e explicar quais os motivos de se ter um firewall pessoal instalado e funcionando em sua máquina e também como eles agem. Preste muita atenção, pois algumas informações podem ser vitais para o bom funcionamento do seu aplicativo de segurança.

Firewall é diferente de antivírus


Antivírus é uma coisa...Cuidado para não confundir firewall com antivírus. Embora ambos sejam programas voltados para a segurança, suas funções são bem distintas. O antivírus é responsável por proteger seu computador do ataque de vírus (meio óbvio, né?!). O que o antivírus faz é detectar os softwares maliciosos e destruí-los.

... Firewall é outra.O firewall, por sua vez, é uma combinação de hardware e software utilizada para o controle de acesso em uma rede de computadores. É ele o responsável por bloquear qualquer tentativa de acesso ao seu computador sem a devida autorização.

Alguns firewalls permitem a análise periódica do conteúdo das conexões, impedindo assim o ataque de malwares antes mesmo que o antivírus os detecte.

Mas primeiro...

Antes de prosseguir com o artigo, é preciso que você entenda o significado de “backdoor”. Programas de computador e sistemas operacionais não são perfeitos, sempre há uma falha. Para essas falhas damos o nome de “backdoors” (também chamadas de “portas dos fundos”) e é através delas que os crackers e hackers invadem os computadores.

Qual a utilidade em instalar um firewall pessoal?


Os antivírus não são capazes de detectar tentativas de acesso ao computador por meio de um backdoor. Desde que bem configurado, um firewall não só detecta, como impede o acesso de programas e pessoas ao seu computador.

Por isso que muitas vezes, ao instalar um firewall, é preciso liberar os programas que você usa e algumas portas de comunicação. Outra característica importante dos firewalls é a capacidade que eles têm de identificar as origens das tentativas de invasões e exibi-las ao usuário, o que permite o bloqueio da porta ou do IP utilizado.

Firewalls externos


Não é ruim, só não está preparado!

Uma dúvida muito comum dos usuários é:

“Por que instalar um firewall se o Windows já vem com um pré-instalado?”

Embora tenha evoluído (e muito) com o passar das edições, o firewall do Windows ainda é muito básico. Ele foi criado apenas para barrar aplicativos que tentam criar conexões sem permissão, mas é muito fraco quando se trata de ataques externos. Ele não é ineficiente, só não está preparado para os ataques de hoje.

O que difere um firewall do outro?


Boas ferramentas são bem-vindas!A função principal do firewall, que é bloquear portas, todos eles fazem. Uma das diferenças está no número de portas que um e outro “protegem”. Alguns aplicativos cobrem uma quantidade muito grande de portas e, por isso, detectam mais invasões. Outros ficam de olho apenas naquelas mais usadas e, por isso, às vezes deixam passar alguma coisa.

Outra diferença entre um aplicativo e outro é a quantidade de ferramentas auxiliares que eles oferecem e, claro, a interface de uso. De nada adianta um firewall cheio de opções se você precisa chamar uma equipe de cientistas para aprender a mexer, certo? Quanto mais intuitivo o programa for, maiores são as chances de você configurá-lo corretamente e, consequentemente, mais eficiente ele se torna.

Para concluir

A melhor maneira de encontrar o firewall que se “encaixa” ao seu perfil é testando alguns. Para ajudar, o Baixaki sugere:

 

Cupons de desconto TecMundo: