Parece que a Mozilla não está muito satisfeita com os resultados de seus aparelhos de baixo custo de apenas US$ 25. Conforme informações do site CNET, o CEO da organização Chris Beard, está correndo atrás de uma iniciativa chamada “Ignite” que busca aprimorar o sistema operacional.

A Mozilla não quer que seus aparelhos sejam comercializados somente pelo preço baixo, mas que eles chamem a atenção do público devido a suas possibilidades e recursos. Se o projeto “Ignite” der certo, o Firefox OS receberá novos investimentos e também poderá ser capaz de executar aplicações originalmente feitas para Android.

A mudança brusca na estratégia da Mozilla Foundation revela a estratégia atual não é eficiente para encarar um mercado altamente competitivo em que smartphones requintados sempre se encontram nos primeiros lugares dos rankings de vendas.

Segundo Avi Greengart, um analista da Current Analysis, a Mozilla está em uma posição difícil: “Apps são o coração do mercado mobile, e o Android e o iOS dominam esse mundo. Se você quer participar do jogo, você precisa oferecer algo valioso às pessoas para que elas estejam dispostas a abandonar um ecossistema mais amplo. No mercado de massa, isso é basicamente impossível”.

Cupons de desconto TecMundo: