A Mozilla confirmou hoje que está desmontando sua divisão de software que trabalhava em torno do Firefox OS. A empresa já tinha desistido de colocar o sistema operacional em smartphones nos idos de 2015 e, no ano passado, resolveu reaproveitar o software para roteadores e aparelhos conectados, voltados para o mundo da Internet das Coisas.

Como nenhum produto que carregava o software da Mozilla chegou às mãos dos consumidores até agora, podemos imaginar que a instituição classificou a empreitada como malsucedida. Por conta disso, mais de 50 pessoas que trabalhavam no Firefox OS estão sendo demitidas, incluindo Ari Jaaksi, que era o responsável pela divisão.

Abandonar produtos comerciais

De acordo com um comentário oficial da Mozilla dado ao The Verge, a desenvolvedora decidiu “abandonar um foco de lançamentos e escalamento de produtos comerciais”. Isso inclusive faz bastante sentido para uma organização sem fins lucrativos, como é a o caso da Mozilla. Contudo, mesmo afirmando ter desistido do segmento no momento, a instituição admite que o mercado da internet das coisas tem potencial. “IoT é claramente um espaço de tecnologia emergente, mas ainda é muito cedo”.

Mesmo essa notícia sendo triste, a dissolução da divisão do antigo Firefox OS era algo esperado na Mozilla, uma vez que ela consumia recursos sem trazer um produto compatível com o mercado do momento. Isso ficou evidente já em 2015, quando os esforços da empresa de concorrer com Android, iOS e até com o Windows Phone, não renderam os frutos esperados.

Cupons de desconto TecMundo: