Há muitos efeitos especiais incríveis no cinema. Todas as semanas surgem novos filmes no mercado, e grande parte deles utilza a computação gráfica para criar mecanismos que tornem a experiência mais realista. Mas será que existem filmes que utilizam outras técnicas para fazer com que as suas cenas se tornem mais legais? A verdade é que sim, ainda há muitos modos de fazer isso, e os cineastas sabem disso.

O canal ScreenRant separou 10 cenas que comprovam muito bem tudo o que estamos falando: ainda é possível criar efeitos especiais de altíssima qualidade sem precisar da computação gráfica. Quer saber mais sobre isso? Então confira o vídeo que está no topo desta matéria ou então veja os exemplos explicados que estão logo abaixo deste parágrafo. Será que o seu filme favorito conseguiria trabalhar sem CGI?

1. Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Sabe aquela cena em que um avião aparece sendo desmantelado em pleno ar? Pois ela realmente aconteceu daquele jeito. Um modelo ligado a outro avião foi usado para a criação dos efeitos. Antes disso, dublês realmente pulam de uma nave para a outra em pleno voo.

2. Star Wars Ep VII: O Despertar da Força

Sabe o astrodróide BB-8 do novo Star Wars? Esqueça a ideia de que ele foi criado em computador. Foram fabricados vários protótipos para que o pequeno robô pudesse interagir com os protagonistas do filme, e eles são exatamente daquele tamanho.

3. Velocidade Máxima

Neste clássico com Sandra Bullock e Keanu Reeves não existem computadores simulando estradas e saltos. O diretor do filme decidiu usar um ônibus real para fazer as manobras nas pistas. Até mesmo o salto na ponte interditada aconteceu de verdade.

4. 007: Operação Skyfall

James Bond se tornou bom de briga quando passou a ser interpretado por Daniel Craig, e isso fez com que os diretores passassem a explorar mais as possibilidades de luta corporal. Nesta cena, por exemplo, ele aparece brigando com um inimigo em cima de um trem! Computação gráfica? Não! Cabos de aço ultrafinos? Sim!

5. Jurrasic Park

Jurrasic Park foi lançado em 1993 e dirigido por Steven Spielberg, que não queria computação gráfica sendo usada sem necessidade. Por isso, o filme trouxe os dinossauros à vida por meio de bonecos conhecidos como "Animatronics" — o que inclui um tiranossauro em tamanho real. Em outras cenas há atores vestindo roupas de borracha, mas quase nenhum dinossauro virtual.

6. O Espetacular Homem-Aranha

O Espetacular Homem-Aranha pode se pendurar entre prédios? Pode sim! Mas ele precisa de computadores para isso? Não, apenas um dublê se jogando em grandes alturas e se pendurando por cabos de aço.

7. 127 Horas

É claro que James Franco não precisou cortar o próprio braço em "127 Horas", mas o diretor do filme não quis fazer isso com programas de edição. O que ele fez foi usar próteses realistas para que o ator pudesse se automutilar.

8. Star Trek

Para simular uma queda livre das espaçonaves até a atmosfera de Vulcano, o diretor de Star Trek colocou os atores em frente a grandes espelhos para que houvesse uma maior imersão nas cenas.

9. Batman: O Cavaleiro das Trevas

Olhem quantos carros explodem e quantos caminhões viram cambalhotas em "O Cavaleiro das Trevas"... Tudo real! Pois é, o filme realmente contou com grandes veículos sendo destruídos em seu orçamento.

10. A Origem

Em "A Origem", o diretor Christopher Nolan decidiu recriar um trem em tamanho real no meio das ruas para atrapalhar os sonhos dos personagens. Estúdios que giravam para simular a falta de gravidade? Tem também!

......

Você acha que efeitos especiais sempre precisam de computação gráfica? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: