Em uma entrevista para o G1, Gilliard Lopes, produtor franquia FIFA no Brasil, respondeu algumas dúvidas sobre o futebol feminino presente no game. Ele comenta sobre o protótipo de 2012, captura de movimentos, levantamento de dados, estilo de jogo e comparação com o futebol masculino.

De acordo com ele, a ideia de inserir a modalidade é antiga, contando com um protótipo em 2012 que ficou bem estranho. “Parecia um corpo de homem em um corpo de mulher”, brinca o produtor.

Desse jeito, foi necessário recomeçar do zero e gravar todos os movimentos das jogadoras em um estúdio de captura, criando uma base para o que vemos nos trailers atuais do game.

Futebol feminino X Futebol masculino

Ao ser questionado sobre a comparação do futebol feminino do masculino, o produtor confessou que realmente existem diferenças. Fruto de observações reais com mais de 3 mil olheiros, chegamos ao resultado de que o futebol feminino em FIFA 16 é menos agressivo, porém, mais pensado.

Ao analisarmos o perfil dos corpos masculinos, consideramos que a altura e porte de cada corpo influenciam na preocupação com o posicionamento dentro de campo – por exemplo, a goleira não fica muito avançada.

Clubes brasileiros

Desde 2014, a franquia FIFA não conta com a presença de times brasileiros. Isso se deve ao fato de que a EA mudou o processo de licenciamento de direitos dos atletas. Entretanto, ao ser questionado sobre o assunto, Gilliard Lopes mostrou-se otimista, apesar de não revelar maiores detalhes.

"Poder chegar o dia de dar essa notícia, se ela realmente vier a acontecer, é o que mais espero esse ano. Mas infelizmente, por enquanto, não estamos anunciando nada porque não está 100% finalizado", conta o produtor.

FIFA 16 será lançado em 22 de setembro para PS4, PS3, Xbox One, Xbox 360 e PC. Tiago Leifert e Caio Ribeiro serão os responsáveis pela narração e comentários em português.

Cupons de desconto TecMundo: