Apple Music, Rdio, Tidal, Deezer, Pandora e Spotify podem ganhar um concorrente de peso em breve no mercado de streaming de áudio. Segundo o site MusicAlly, o Facebook também estuda a criação e um serviço de transmissão de áudio.

A página recebeu informações de fontes ligadas ao produto que afirmam que a primeira etapa está ligada a videoclipes. Ela envolve pagar direitos autorais e royalties aos detentores de videoclipes exibidos na rede social, além da criação de um serviço que lembra o Content ID, do YouTube. Nele, gravadoras identificam o uso de materiais próprios em postagens e recebem por isso.

Essa plataforma de vídeos com anúncios é um serviço terceirizado e não tem um nome escolhido, mas a fase de vídeos pode ser implementada já "nos próximos meses". Como o Facebook possui uma audiência imensa também no consumo de vídeos e publicidade, selos e gravadoras estariam bem animados em trabalhar com Mark Zuckerberg.

Música no ar

Porém, o Facebook também estuda o lançamento de um serviço de streaming de áudio. Data de lançamento e modelo de negócios ainda não são conhecidos — nem mesmo a fórmula a ser utilizada foi definida.

Há quem acredite até que o Facebook possa comprar um serviço já existente em vez de lançar um próprio, mas os valores de mercado dos líderes de audiência estariam altos demais até para a rede socia.

Cupons de desconto TecMundo: