Há alguns meses, o Facebook Messenger foi separado da rede social mais famosa do mundo, e esse fato gerou um pouco de descontentamento nos usuários que já estavam acostumados a usar o aplicativo. Passou-se a cogitar que o mensageiro não iria mais fazer tanto sucesso.

Ledo engano pensar assim. De acordo com Mark Zuckerberg, o aplicativo alcançou a marca de 700 milhões de usuários registrados. O CEO do Facebook anunciou esses números durante uma apresentação aos investidores na última terça-feira (9).

Em março, o serviço contava com 600 milhões de usuários – isso significa que mais de 100 milhões de pessoas passaram a usar o mensageiro em apenas três meses. Vale lembrar que recentemente o Facebook Messenger ultrapassou a marca de 1 bilhão de downloads no Android e está entre os pouquíssimos apps que realizaram esse feito. Como isso aconteceu?

Aí é que está a jogada, caros amigos: depois de ter separado o mensageiro do aplicativo principal da rede social, houve um BOOM. Milhões de pessoas queriam baixá-lo para ver o que tinha de especial e novo, e por que Zuckerberg resolveu trabalhar em frentes diferentes.

A resposta veio logo depois. Apesar de nas primeiras semanas o serviço solo não ter mudado quase nada, o Facebook Messenger foi com o tempo tomando outras formas e evoluindo para um aplicativo de ecommerce que pode até mesmo rodar outros apps e jogos.

A ferramenta de mensagens da rede social mais famosa do mundo está crescendo e ganhando fãs em uma proporção absurda. Ele ainda perde para o WhatsApp, que possui mais 800 milhões de usuários ativos e permanece o como o rei dos mensageiros mobile. Mas isso pouco importa para o Facebook, não é? Afinal, o “Zap Zap” também é dele.

Cupons de desconto TecMundo: