O Facebook revisou e atualizou os seus “Padrões de Comunidade”, além da “Abordagem aos Pedidos do Governo” para dizer o que é e o que não é permitido dentro da rede social. Em um texto publicado no blog oficial, a empresa afirma que não está mudando normas, mas sim, fornecendo mais clareza e exemplos.

Segundo a publicação, o que a rede social está tentando é encontrar um equilíbrio entre bloquear conteúdo ofensivo e permitir a liberdade de expressão em sua rede. As revisões devem esclarecem as políticas da empresa em uma variedades de tópicos, incluindo perseguições, organizações criminosas, assédio moral, ameaças de violência, automutilação e incitação ao ódio.

Menos polêmicas, mais liberdade

De acordo com as informações, você poderá usar sua “identidade autêntica”, e não o nome que o governo do país reconhece – algo especialmente importante se você não se encaixa em um gênero tradicional.

Também será possível mencionar o discurso de ódio em um comentário (desde que de forma bem intencionada), além de explorar seus pontos de vista sobre o assédio, a nudez e muito mais. Algumas seções são completamente novas, como a proibição explícita do “pornô vingança”, e outras formas de exploração sexual.

O Facebook também não vai remover um conteúdo só porque ele é proibido em um país (nesse caso, ele apenas será bloqueado localmente). Com todas as medidas, você pode ficar mais tranquilo caso venha a fazer um post polêmico.

Cupons de desconto TecMundo: