O Facebook no Android está cada vez mais popular: segundo a própria rede social, são 500 milhões de pessoas usando o site ou o app por 10 mil aparelhos diferentes. E isso só complica as coisas, já que significa que o serviço precisa funcionar perfeitamente em dispositivos de diferentes épocas, hardwares e versões do sistema operacional.

Pensando nisso, a equipe do Facebook faz pesquisas e catalogações constantes relativas à comunidade de usuários. A mais recente, publicada no blog Code, mostra uma classificação inovadora que confirma que cerca de dois terços dos telefones conectados à rede social são de aparelhos que seriam considerados top de linha apenas se tivessem surgido em 2011.

Não entendeu? O Facebook criou uma nova forma de catalogar aparelhos, chamada de "classe de ano". Ela separa dispositivos de acordo com o hardware (memória RAM, velocidade de clock e número de cores no processador) e julga eles não de acordo com o ano de lançamento, mas com a época em que eles seriam considerados de elite. Ou seja, um smartphone que saiu em 2012 pode ser fraco em especificações e ser posicionado na lista de 2010, por exemplo.

A imagem do topo da notícia lista os aparelhos mais populares por "classe de ano". Isso é essencial para que o Facebook entenda o comportamento e as tecnologias de seus usuários Android, tendo uma meta um pouco mais concreta para ser trabalhada. A rede social afirma que já fez avanços em codificação de imagem e ajustes na reprodução multimídia, mas ainda há um longo caminho pela frente até que absolutamente todos os usuários estejam ao menos satisfeitos.

Cupons de desconto TecMundo: