Ontem, em uma sessão de perguntas e respostas realizada na sede do Facebook, o CEO Mark Zuckeberg esclareceu muitas dúvidas dos presentes — incluindo os motivos pelos quais a rede social passou a obrigar que os consumidores utilizem um app separado para a troca de mensagens. Outra questão que deixou muitos curiosos foi referente ao filme “A Rede Social”, que conta a história de Zuckeberg e da empresa que ele fundou.

O CEO da rede social disse que nunca se encontrou com o escritor do filme, somente com o protagonista Jesse Einsenberg uma vez. O ator foi até o escritório do Facebook para conseguir algumas informações e detalhes sobre o design do local, mas a verdade é que não havia muito para ser visto por lá. Zuckeberg diz que o filme “meio que maquiou uma série de coisas” relacionadas à história.

Mark Zuckerberg disse que compreende esse fato, uma vez que a história original não chamaria muito a atenção do público, pois ninguém gostaria de passar duas horas vendo um ator fingindo que está programando uma rede social. Ele também disse: “Uma das coisas mais interessantes no filme foi o fato de ele criarem um enredo como se tivesse criado o Facebook para atrair garotas”.

Ele também afirmou que, assim como todos os trabalhadores do Facebook, estava ansioso pelos resultados quando o filme chegou aos cinemas. “Foi difícil para mim, levar tudo aquilo à sério. Mas nós nos divertimos com ele. Nós sabíamos que todos no Facebook gostariam de ver o filme. Por isso nós pegamos toda a companhia e fomos ao cinema no dia em que ele estreou.”.

Cupons de desconto TecMundo: