(Fonte da imagem: Reprodução/Facebook Open Academy)

O Facebook Open Academy é um projeto da empresa de Mark Zuckerberg, que permite que estudantes de áreas correlatas à computação interajam com situações reais de desenvolvimento para a web. A iniciativa começou como um programa piloto disponível exclusivamente na Universidade de Stanford (nos Estados Unidos), mas agora está sendo expandido para 22 universidades ao redor do mundo.

Neste projeto, estudantes podem interagir com tutores contratados pelo Facebook para que tirem dúvidas e aprendam a programar em situações mais reais do que as que teriam dentro das salas de aula. São vários tipos de linguagem disponibilizadas no Open Academy: Ruby on Rails, MongoDB, SocketIO, Mozilla OpenBadge, ReviewBoard, Phabricator, PouchDB, Kotlin e Freeseer.

É bem possível que — além de compartilhar o conhecimento com estudantes de algumas das universidades mais conceituadas do mundo — o Facebook utilize o projeto para encontrar possíveis talentos que seriam úteis na equipe de desenvolvimento da própria rede social. Confira abaixo quais são as universidades que contam com o projeto do Facebook.

  • Stanford (EUA)
  • MIT (EUA)
  • Universidade da Pensilvânia (EUA)
  • Universidade da Califórnia, San Diego (EUA)
  • Columbia (EUA)
  • Universidade de Carnegie-Mellon (EUA)
  • Universidade da Califórnia, Berkeley (EUA)
  • Purdue (EUA)
  • Universidade de Illinois (EUA)
  • Universidade da Califórnia, Los Angeles (EUA)
  • Universidade de Washington (EUA)
  • Universidade do Texas (EUA)
  • Cornell (EUA)
  • Universidade de Toronto (Canadá)
  • Universidade de Waterloo (Canadá)
  • Universidade de Cingapura (Cingapura)
  • Universidade de Tokyo (Japão)
  • Faculdade Imperial de Londres (Inglaterra)
  • Universidade Jaguelônica (Polônia)
  • Universidade da Varsóvia (Polônia)
  • Universidade de Helsinki (Finlândia)
  • Universidade Tecnológica de Tampere (Finlândia)

Cupons de desconto TecMundo: