(Fonte da imagem: Reprodução/Mashable)

O Facebook divulgou nesta terça-feira (27) seu primeiro Relatório Global de Requisições de Autoridades, no qual os administradores da rede social relatam a quantidade de pedidos que recebeu de governos de diversos países. A intenção é deixar claro que o site só fornece informações confidenciais em condições especiais, contanto que isso siga os preceitos legais de cada país nos quais ele está disponível.

“Queremos garantir que as pessoas que utilizam nosso serviço entendam a natureza e a extensão das requisições que recebemos e também compreendam as políticas e processos rígidos que temos para lidar com elas”, afirma a empresa em seu comunicado oficial. Segundo o Facebook, os dados divulgados abrangem informações relacionadas aos seis primeiros meses de 2013, encerrados no dia 30 de junho.

O que não deve surpreender ninguém é o fato de os Estados Unidos liderarem a lista, tendo feito aproximadamente 12 mil solicitações que afetavam 21 mil perfis, das quais 79% foram atendidas. Em compensação, em ambos os países em que 100% dos pedidos foram aceitos (Hong Kong e Islândia), somente 1 perfil foi verificado pelas autoridades.

O Brasil aparece relativamente longe do topo do ranking, apresentando 715 solicitações que afetaram 857 pessoas, das quais somente 33% foram aceitas pelo serviço. No entanto, o país apresenta os maiores números de toda a América Latina, sendo o Equador o recordista de pedidos não aceitos na região (nenhum dos dois pedidos feitos pelo governo local foram aceitos). Para conferir mais dados do relatório, clique aqui para conferi-lo em sua totalidade.

Cupons de desconto TecMundo: