(Fonte da imagem: Reprodução/TechDigest)

Um dos criadores do Twitter, Biz Stone, fez uma sugestão a Mark Zuckerberg, fundador do Facebook: criar uma versão paga e sem anúncios da rede social. Na opinião do idealizador do serviço de micromensagens, essa seria uma boa saída para quem quisesse se livrar das propagandas contínuas e, na visão dele, pouco interessantes.

Stone afirma não ser fã de ferramentas complexas demais e que fez o Twitter justamente para dar às pessoas uma opção mais simples de comunicação. Na visão dele, a publicidade no Facebook é um obstáculo a mais em uma rede já cheia de configurações e opções que podem ser complicadas para muita gente. Seria, então, dar uma opção para quem estivesse disposto a pagar por ela.

O fundador do Twitter, porém, pondera que sistemas como esse são universalmente tolerados pelo bem que representam. Todos sabem – ou deveriam saber – que nenhum serviço se sustenta sem renda. Sendo assim, todos aguentam as propagandas pois é isso que faz o Facebook ser grátis.

Será?

A utilização sem pagamento é um dos pilares da rede social construída por Mark Zuckerberg. Por mais que rumores e boatos furados surjam eventualmente por aí, basta entrar na página inicial do serviço para ver lá, com todas as letras: “é gratuito e sempre será”. Não há nada, porém, contra a coexistência de uma opção paga.

A pergunta é: você investiria alguns trocados para se livrar da publicidade no Facebook ou acha que ver propagandas é um bom preço a pagar pela gratuidade do serviço?

Cupons de desconto TecMundo: