As redes sociais, apesar de todas as suas revoluções e benefícios, também trouxeram a ideia de que ações virtuais podem ter resultados concretos no mundo real. Isso até pode ser verdade no caso de reclamações contra empresas ou governos, mas não vale para salvar vidas, gerar assistência ou levar solidariedade a quem precisa. É isso o que mostra a nova campanha da Unicef.

Em um vídeo, o menino Raim afirma não estar preocupado com a poliomielite do irmão, já que a página da Unicef já está se aproximando dos 200 mil fãs e tudo vai ficar bem. Ao final, vem a mensagem da Unicef: dinheiro, sim, é uma grande ajuda e pode ser utilizado para salvar as crianças da paralisia infantil.

Por isso, pense bem antes de dormir tranquilo achando que seu joinha naquela imagem ou página realmente mudou alguma coisa.

Cupons de desconto TecMundo: