Facebook pode funcionar lentamente durante transição para HTTPS

Muita gente mostra um lado competitivo nas redes sociais, afinal de contas, quem é que não se liga no seu próprio número de amigos e, vez ou outra, não acaba comparando esse total com a quantia de contatos que algumas outras pessoas têm?

Contudo, além do número de amigos mostrar que você é muito popular, isso pode trazer também alguns malefícios para a sua saúde. É isso que sugere um estudo realizado pela Universidade de Edimburgo, na Escócia. O trabalho traz uma informação que vai de encontro àquilo que todo mundo imagina nas redes sociais, pois, de acordo com a pesquisa, quanto mais amigos você tem na rede social, maiores são também os seus níveis de stress.

Segundo o estudo, hoje em dia, o número de contatos no Facebook cresce de forma acelerada. No entanto, entre os seus amigos estão também os seus pais, a sua sogra ou mesmo os seus chefes. Com isso, você precisa ficar atento para que as suas postagens não acabem o colocando em uma fria.

E o problema acontece mais frequentemente do que você pensa. Imagine que você bebeu um pouquinho além da conta em uma festa, por exemplo. Ao ver alguém com uma câmera, existe uma grande possibilidade de você ficar nervoso com o fato de que uma foto sua pode acabar chegando à rede social. Esse seria um dos motivos para o aumento do stress.

Trabalho detalhado

Para chegar em suas conclusões finais, os pesquisadores da Universidade de Edimburgo entrevistaram mais de 300 pessoas com cadastro na rede social. No estudo, a média de idade ficou em torno dos 21 anos. Durante o trabalho, chegou-se a alguns grupos diferentes de contatos dentro do Facebook. Segundo eles, os principais seriam:

  • Conhece pessoalmente – 97%;
  • Pessoas ligadas à família – 81%;
  • Irmãos – 80%;
  • Amigos de amigos – 69%;
  • Colegas – 65%.

Com base nesses círculos, surgiram outros dados muito interessantes – e que  mostram por que o Facebook pode ser uma grande fonte de stress: 55% dos pais estão na rede social e acompanham as postagens de seus filhos. E mais, metade dos empregadores afirma que já deixaram de contratar alguém por causa de colaborações enviadas ao site.

Por isso tudo, Ben Marder, um dos autores da pesquisa, afirma que, antes, o Facebook era uma grande festa na qual você podia postar o que quisesse e fazer bagunça com os seus amigos. Agora, com o seu pai, a sua mãe e seu chefe por lá, toda essa baderna se tornou um evento cheio de potenciais “minas sociais”.

Cupons de desconto TecMundo: