(Fonte da imagem: Reprodução/Wired)

A maior rede social do mundo – e de todos os tempos, pelo menos até agora – está com mais um projeto de criar centrais de dados em ambientes gelados. Após o anúncio de que servidores seriam montados em regiões geladas da Europa (para aproveitar as temperaturas baixas em um sistema mais eficaz de refrigeração), agora o Facebook revelou que terá mais dados armazenados em sistemas “abaixo de zero”.

Com uma nova base montada próxima à estação de dados de Prineville (no estado do Oregon, EUA), a empresa vai testar um sistema de armazenamento com menor consumo de energia elétrica. Trata-se de uma estruturação por demanda, que só aciona os discos rígidos quando necessário e consegue manter-se resfriada devido à temperatura externa das centrais. Devido às baixas temperaturas envolvidas, o sistema está sendo chamado de “Sub-Zero”.

Nessa base de Oregon, não ficarão os dados dos usuários (fotos, por exemplo), mas sim arquivos de extrema necessidade para momentos de queda dos sistemas vitais para o funcionamento da rede social. De acordo com o Wired, o projeto estará em construção pelos próximos semestres, sendo colocado em funcionamento somente na metade do próximo ano.

Fonte: Wired

Cupons de desconto TecMundo: