O matador do Instagram? (Fonte da imagem: Divulgação/Facebook)

Depois de comprar o Instagram por 1 bilhão de dólares, o Facebook lançou ontem o aplicativo Camera para compartilhar fotos “mais rápido do que nunca” e ver todas as imagens recentes de seus amigos em um só lugar. Na prática, o app é o Instagram da rede social. Será que o Facebook quer matar seu popular aplicativo de fotos recém-adquirido?

Ao contrário do app de foto padrão do Facebook, o Camera inclui múltiplas formas de compartilhamento. Agora você poderá selecionar diversas fotos para postá-las todas de uma vez. Além disso, é possível adicionar legendas, tags, marcar amigos e editar as fotos antes de enviá-las.

O novo aplicativo possui filtros bastante similares aos do Instagram, para deixar suas fotos feias mais dignas e suas fotos bonitas mais incríveis. O Camera conta com um visual elegante e permite visualizar as fotos no tamanho real.

É claro que muitos recursos do Camera foram copiados do Instagram. E, pensando nisso, a aquisição do famoso aplicativo de fotos pelo Facebook agora nos leva a crer que a empresa de Zuckerberg só quis eliminar a concorrência.

(Fonte da imagem: Divulgação/Facebook)

Dividir para conquistar

Essa não é a primeira vez que o Facebook segmenta um dos seus recursos e o transforma em um aplicativo. O Messenger já foi desmembrado do aplicativo oficial da rede social e se transformou em um “MSN” do Facebook.

Agora, com o Camera, o Facebook dá mais um passo em direção à diversificação da rede social. De acordo com o site de notícias Policymic, o Facebook pode estar enviando uma mensagem aos seus investidores de que a rede social estaria pronta para se dividir em diversos aplicativos para conquistar uma boa parcela da publicidade móvel.

Por isso, não seria surpreendente a empresa lançar o “Locations” para concorrer com o Foursquare, ou até algum outro serviço em algum momento ao longo dos próximos meses 

Briga caseira

Não está claro porque o Facebook está competindo consigo mesmo com um aplicativo que oferece um serviço semelhante ao fornecido pela Instagram (e que custou bem caro aos cofres da companhia). Outro fato relevante é que o Camera foi desenvolvido sem a ajuda ou assistência da equipe do Instagram.

Se os usuários irão parar de usar o Instagram e migrarão para o Camera, só o tempo dirá. Talvez haja um mercado amplo o suficiente para ambos os aplicativos, o que significaria um sucesso duplo para o Facebook. Mas o mais provável é que o Instagram não sobreviva e acabe desaparecendo aos poucos.

Por enquanto, o Camera só está disponível para usuários do iOS.

Fonte: Facebook, Policymic, Shiny Shiny, Canoe Tech, Life Hacker

Cupons de desconto TecMundo: