A produção e o consumo de vídeos têm sido algumas das principais atividades dos internautas nos últimos tempos. Sendo assim, é claro que esse tipo de mídia é extremamente importante para todo tipo de plataforma na web, em especial para as redes sociais. Investindo de forma cada vez mais pesada no segmento, o Facebook acaba de anunciar que vai trazer algumas boas mudanças para como os clipes vão funcionar dentro do seu app a partir de agora.

Divulgado na última terça-feira (14) na sala de conferência virtual da empresa, o update para o aplicativo do site para os dispositivos mobile reforça algumas mudanças recentes no comportamento dos vídeos dentro desse ecossistema e traz algumas novidades substanciais para o público. Quem curte assistir a algum conteúdo interessante enquanto navega pelo restante da timeline, por exemplo, ganhou ferramentas para que isso funcione automaticamente.

Assim, ninguém precisa ficar "preso" em uma parte da timeline

É possível até voltar para a Área de Trabalho sem que a produção seja pausada ou fechada

Uma vez que o vídeo estiver sendo reproduzido, basta clicar no botão de minimizar para que o item seja destacado em um quadro separado do restante do programa. Com isso, é possível avançar ou retroceder na navegação, acessar outras páginas e até voltar para a Área de Trabalho do seu celular sem que a produção seja pausada ou fechada. Cansou do material? Basta tocar na janela e arrastar para o botão “X” para encerrar de vez a reprodução – uma ação semelhante a fechar uma conversa no Messenger.

Os testes feitos com a ativação automática dos vídeos que aparecem no seu feed de notícias também parecem ter dado certo e devem se tornar um novo padrão do app. Até agora, a função estava restrita a apenas uma parcela dos visitantes, mas a boa resposta por parte desse público fez com que o Facebook quisesse expandir o recurso para toda a sua base de usuários. Pode ficar tranquilo: se você preferir uma relação menos intrusiva com o programa, é só colocar o smartphone no silencioso ou mudar as configurações de som dentro do software.

O Facebook te ama mesmo quando você filma na vertical

Por que não abraçar de vez o formato em vez de dar 'broncas' nos seus consumidores?

Embora campanhas, abaixo-assinados, ameaças de morte e muitos xingamentos por aí tentem convencer o internauta médio que gravar vídeos no sentido vertical é errado, Mark Zuckerberg e seus comandados sabem que: a) Essa é a forma natural de segurar o celular; e b) O futuro da sua plataforma é estritamente mobile. Sendo assim, por que não abraçar de vez o formato em vez de dar “broncas” nos seus consumidores, hein?

Pensando nisso, a nova atualização do app expande outro recurso que estava sendo testado por um punhado de usuários: a visualização expandida de clipes registrados com o dispositivo em pé. Ao focar nos vídeos verticais, a tela do software se expande, esconde o resto da interface e deixa que a produção ocupe todo o display. Adicionalmente, um novo sistema permite que você deslize o dedo pela barra de progressão do vídeo – em qualquer formato – para conferir thumbnails certeiros e escolher para onde pular a reprodução.

Se depender do Facebook, os tapões na cara estão com os dias contados

Por último, mas não menos importante, o Facebook não quer ficar restrito ao seu celular, tablet ou computador e pretende fazer o salto para uma nova plataforma: a TV. Com lançamento agendado para o futuro próximo – ainda que não tenha data específica –, um aplicativo de vídeo para Apple TV, Amazon Fire TV e para as TVs inteligentes da Samsung dá uma nova cara à visualização desse tipo de conteúdo nas telas grandes. É possível conferir conteúdo de amigos e de páginas que você segue ou assistir a links salvos anteriormente.

E aí, quem vai dominar o mundo primeiro: Elon Musk ou Mark Zuckerberg? Deixe a sua opinião sobre o tema e a respeito das novidades do Facebook mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: