Mesmo que Mark Zuckerberg continue a negar que o Facebook é uma plataforma de mídia, ações recentes da empresa dão a entender que ela reconhece sua importância na área. Exemplo disso é o recém anunciado “Projeto de Jornalismo” da rede social, que visa estabelecer parcerias com produtores de conteúdo e educadores para estabelecer a melhor maneira de pessoas se manterem informadas na era digital.

O novo projeto prevê a criação de uma nova plataforma de notícias que aposte em novos formatos de contar notícias e em um foco maior em acontecimentos locais. Além disso, o site vai apostar em modelos de negócio emergentes e em hackathons voltadas a solucionar problemas técnicos — para completar, a empresa promete “continuar ouvindo” as preocupações de publicadores e de usuários para continuar melhorando seus sistemas.

A rede social vai oferecer ferramentas tanto para jornalistas quanto para o público em geral

O Facebook também está apostando em métodos de treinamento online para jornalistas, que serão expandidos para nove idiomas além do inglês em um futuro próximo. Através de ferramentas como aquelas desenvolvidas pela CrowdTangle, a rede social espera incentivar a produção de conteúdos ao vivo e baseados em vídeo, com direito à possibilidade de designar colaboradores externos a um veículo.

Sistemas semelhantes vão ser oferecidos a “usuários comuns”, que vão contar com ferramentas para compreender melhor o processo de produção de notícias e com soluções que evitam o consumo de conteúdos falsos. “Esse problema é muito maior do que o visto em uma única plataforma, e é importante para todos nós trabalhar juntos para minimizar seu alcance”, afirma a rede social.

Cupons de desconto TecMundo: