Na noite de ontem (8 de agosto), o Facebook publicou um texto em seu blog oficial para revelar mais detalhes de uma nova investida contra os bloqueadores de anúncios. A rede social revela que percebeu um número crescente na utilização de ad-blockers em computadores.

No mesmo texto, a empresa afirma que isso acontece porque as pessoas consideram grande parte dos anúncios como irritantes ou irrelevantes. Por causa disso, o Facebook está trazendo duas novidades para todos os consumidores. A primeira: os bloqueadores não vão mais funcionar nas páginas da rede.

Como revelado no post, o Facebook “vai começar a mostrar anúncios para os usuários, mesmo que eles esteja usando bloqueadores”. Não há detalhes de como a rede social vai driblar os bloqueios, mas os engenheiros de software da empresa garantem que ela não está pagando para ser liberada pelos ad-blockers.

Mais controle para os usuários

A segunda novidade está no fato de que o Facebook está inaugurando uma nova seção de controle para os consumidores. Como visto no vídeo que está logo abaixo deste parágrafo, a partir de agora vai haver uma nova janela de configurações para que os usuários decidam que tipos de anúncios querem ver.

Isso permitir às pessoas indicarem os tipos de propagandas que não querem em suas linhas do tempo. Por outro lado, o Facebook vai ter ainda mais informações sobre o que é relevante para cada pessoa — e isso pode resultar em uma taxa de conversão ainda maior do que as vistas atualmente.

Para ter acesso às configurações não é preciso de muito esforço. Assim que encontrar um anúncio, toque o menu de configurações no canto superior direito e clique em “Por que estou vendo isso?”. Uma nova janela será aberta e você só terá que acessar o botão “Gerenciar suas preferências de anúncios” — também é possível fazer isso por este link.

Aí é só encontrar todos os interesses que o Facebook determinou para você e excluir aqueles que acha inoportunos. Todo o processo é muito rápido e pode ser feito sem qualquer problema.

.......

Você gostou das novidades? Acha que o Facebook fez bem em permitir que os usuários definam quais são seus interesses?

Cupons de desconto TecMundo: