As transmissões ao vivo no Facebook são usadas para exibir discussões, bastidores de eventos ou até mostrar o dia a dia de usuários comuns. Porém, esse recurso também pode terminar em tragédias inesperadas. Foi o caso do norte-americano Antonio Perkins, de 28 anos, que estava realizando uma transmissão ao vivo no site quando foi baleado e não resistiu.

Perkins estava realizando uma transmissão casual, mostrando a si mesmo falando com a câmera e outras pessoas enquanto andava na rua, em Chicago. Em determinado momento, cerca de 12 tiros são disparados, fazendo com que o rapaz caia e o celular exiba apenas uma visão estática, além de reproduzir o áudio de pessoas próximas gritando de surpresa e pedindo ajuda. Sem ter sido deletado, o clipe agora já apresenta mais de 800 mil visualizações.

Perkins, que também era conhecido como Cicero Yayo, foi levado ao Mount Sinai Hospital, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia informou que o rapaz tinha ligação com gangues locais, o que pode ter motivado o crime.

ATENÇÃO: o conteúdo exibido a seguir contém cenas explícitas de violência que podem chocar ou ofender. Clique para exibir o vídeo por sua própria conta e risco.

Segundo o site Heavy, essa é a segunda vez que um rapaz de Chicago sofre uma tentativa de assassinato enquanto realizava uma transmissão online. Em março, outra situação parecida aconteceu, e o rapaz foi parar no hospital em condições críticas.

No Facebook, são 1,6 bilhão de usuários mensais ativos, muitos deles consumindo conteúdos como transmissão em vídeo. A rede social ainda não se pronunciou a respeito do ocorrido.

Cupons de desconto TecMundo: