Imagem de: Facebook: 'Curtida' lidera de longe e outras reações ainda são pouco usadas

Facebook: 'Curtida' lidera de longe e outras reações ainda são pouco usadas

1 min de leitura
Avatar do autor

Um estudo realizado pela consultoria Quintly mostrou que as novas reações do Facebook ainda não caíram no gosto dos usuários em escala global. Pelo que parece, o botão de curtir ainda reina absoluto ente todas as interações possíveis na rede social, representando 76,4% de todas elas. “Amei”, “Haha”, “Uau”, “Triste” e “Grr” juntas ficam apenas com 2,4%.

Do que resta para os 100%, temos os compartilhamentos que ficam com 14% e os comentários, que devoram os 7,2% restantes. Esses dados foram obtidos rastreando 130 mil postagens pela Quintly, uma empresa baseada em Colônia, Alemanha.

Dentre esses magros 2,4% das novas reações, quase metade vem do “Amei” que, coincidentemente é o primeiro botão depois da curtida comum, dando menos trabalho ao usuário na hora de escolher uma opção.

Existe também uma dinâmica diferente para postagens com fotos e com vídeos. As imagens estáticas normalmente geram mais curtidas que as em movimento, mas, em contrapartida, os vídeos trazem mais reações. A quantidade, entretanto, ainda assim não é superior ao do botão mais icônico do Facebook.

Para comemorar o dia das mães, a rede social resolveu incluir mais um botão de reação na lista, o de gratidão. Ele traz uma florzinha, mas ela não foi contabilizada no estudo.

Facebook, Twitter, Google+ ou outras? Qual é a sua rede social preferida? Comente no Fórum do TecMundo

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Facebook: 'Curtida' lidera de longe e outras reações ainda são pouco usadas