Durante o F8, o maior evento do ano para o Facebook, Mark Zuckerberg anunciou uma novidade para o Messenger. A partir de agora, os usuários da rede social, como empresas e perfis dedicados aos negócios, poderão usar mensagens automatizadas para responder aos seus clientes e interagir com outras pessoas. Zuckerberg chama esse mecanismo de “Agents on Messenger” ou, em tradução direta, "Agentes no Messenger".

Além de mensagens de texto, os chamados "chatbots" poderão responder às pessoas com conteúdos estruturados que podem incluir imagens, links e até mesmo botões para ações, como para a realização de chamadas. Essa funcionalidade permitiria que os usuários interagissem com outros perfis sem a necessidade de haver alguém do lado oposto da rede. Fazer uma reserva em um restaurante é um exemplo do que poderia ser feito com os Agentes no Messenger que se apoiam no uso da inteligência artificial.

O Messenger vai "responder sozinho" com mensagens bem estruturadas

Mudando a forma de interagir

O Facebook acredita que a chegada dessa tecnologia pode mudar completamente a forma como as pessoas utilizam a grande rede. Em vez de buscar por determinado produto em vários aplicativos, o usuário poderia muito bem "perguntar" para o perfil de uma loja se há o que ele está procurando. A inteligência artificial vai varrer uma grande variedade de dados até trazer a resposta que a pessoa está esperando: o produto ou uma mensagem de guia dando outras informações.

Mark Zuckerberg informou que essa funcionalidade, ao menos por enquanto, estará disponível apenas para o Messenger. O CEO do Facebook não deu detalhes sobre a chegada dessa novidade para o WhatsApp, o que poderia representar uma revolução bastante interessante. Será que a inteligência artificial também vai invadir o mensageiro mais popular do mundo?

Você acha que a inteligência artificial vai dominar o mundo? Comente no Fórum do TecMundo