Sabe aqueles exoesqueletos que tanto vemos em notícias, mas que parecem ainda estarem bem distantes de serem realmente prontos para uso em situações reais? Pois a empresa sul-coreana Daewoo Shipbuilding já está testando essa tecnologia em seus estaleiros com o objetivo de acelerar e facilitar a fabricação de seus enormes navios.

O exoesqueleto, desenvolvido em conjunto da Marine Engineering, traz todo o suporte necessário para que uma pessoa possa carregar pesadas peças de material (atualmente, até 30 kg) sem o menor esforço, movendo-se a um ritmo de caminhada. Ele suporta 3 horas de uso por carga, aproximadamente, e pode ser vestido por pessoas entre 1,60 e 1,85 cm.

Como você pode ver pela imagem abaixo, o equipamento ainda é capaz de ter suportes e outras estruturas especiais acopladas, como é o caso do “guindaste” usado no exemplo. Tudo isso, é claro, é compensado pelo dispositivo, que compensa e contrabalanceia o peso para que quem o veste não perca o equilíbrio ao carregar as peças.

Um longo caminho pela frente

Apesar de ser um avanço impressionante, a empresa deixa claro que o aparelho ainda está em fase de protótipo e tem muito a melhorar. Segundo o site NewScientist, a Daewoo ainda quer aumentar o peso suportado do exoesqueleto para até 100 kg, por exemplo.

Além disso, os trabalhadores, embora tenham aprovado o aparelho, afirmaram terem problemas para se mover em superfícies escorregadias. E isso sem falar na impossibilidade de girar o corpo, o que dificulta algumas tarefas bastante simples.

Se isso vai parar o projeto de alguma maneira? Nem de longe. “Nós estivemos desenvolvendo e aplicando robôs e a automação na construção de navios por mais de uma década”, comentou Gilwhoan Chu, o chefe de engenharia da divisão de pesquisa e desenvolvimento da empresa. Logo, pode esperar que isso melhore bastante em um futuro próximo.

Cupons de desconto TecMundo: