Já faz algum tempo que ouvimos falar de exoesqueletos, dos que permitem que pessoas trabalhem com objetos pesados aos que possuem uso militar. Ampliando o número de utilidades para eles, o FDA (sigla para o órgão norte-americano Food and Drug Administration) autorizou a comercialização da tecnolgia para uso pessoal nos Estados Unidos. 

De acordo com as informações divulgadas, será possível recorrer ao exoesqueleto tanto para uso clínico quanto pessoal. O aparelho encontrado por lá ajudará aqueles que possuem algum tipo de problema nos membros inferiores e será comercializado com o nome Indego pela empresa Parker Hannifin por um preço não muito convidativo: “módicos” US$ 80 mil (sem taxas ou impostos, cerca de R$ 305 mil). 

“É particularmente gratificante porque é a primeira coisa que sai do meu laboratório para se tornar um produto que as pessoas podem comprar, e torço para que isso traga uma melhoria significativa em suas qualidades de vida”, explicou Michael Goldfarb, professor da Universidade Vanderbilt e um dos responsáveis pelo projeto. 

Vale mencionar que o uso do exoesqueleto por alguém que tenha tido algum dano causado por acidente vascular cerebral ou acidentes capazes de afetar a medula espinhal não significa que ele ou ela vai sair caminhando milagrosamente por aí. Os pacientes que testaram o aparelho precisaram recorrer a muletas ou andadores para manter o equilíbrio, e futuramente há planos de fazer uma versão mais leve da tecnologia para ajudar pessoas idosas com problemas de locomoção.

Jovem utiliza o exoesqueleto criado pela Parker Hannifin

Outra aprovação 

Um dado que merece ser citado é que o Indego não é o primeiro exoesqueleto a receber a aprovação da FDA para comercialização nos Estados Unidos. Além dele, outro modelo feito pela Rewalk Robotics Ltd. também recebeu um sinal positivo para ser comercializado na terra do Tio Sam.

O que você achou do preço do exoesqueleto comercializado pela Parker Hannifin? O investimento de tal quantia é válido? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: