Você já deve ter ouvido falar sobre aquele ditado popular que afirma que dinheiro não traz felicidade, o que não deixa de ser verdade. Contudo, a quantia de um milhão de reais daria um novo ânimo para qualquer pessoa, não concorda?

Por esse motivo, nós vamos lhe ensinar como juntar seu primeiro milhão, para que você não precise se preocupar mais com o valor financeiro das coisas que tanto almeja.  Para isso, será necessário que você possua o software Microsoft Excel instalado em sua máquina, de preferência a versão 2007. Ele será utilizado para a contabilização de cálculos financeiros, os quais determinam o melhor método para que você consiga ganhar todo esse dinheiro.

Como dinheiro não cai do céu e nem brota em árvores, para juntar um milhão de reais é necessário fazer investimentos, poupar capital e estabelecer prazos. Neste artigo, nós vamos trabalhar com a idéia poupar uma quantidade fixa por mês (pode ser por dia ou ano), objetivando reunir toda a grana desejada depois de um tempo. Caso contrário, a única alternativa é jogar na Mega-Sena e ter fé para que as suas dezenas sejam sorteadas.

Muito dinheiro!!!


Dados necessários para os cálculos

Para que seja possível auxiliar você a se tornar um milionário, é preciso definir alguns parâmetros e dados que serão utilizados durante os cálculos:

  • Prazo: determina quanto tempo irá levar para que você consiga juntar a bolada de um milhão;

  • Valor desejado: é o valor que pretendemos reunir, que no nosso caso vale um milhão de reais;

  • Taxa de juros: determina os juros utilizados na poupança de seu investimento, resultando em um maior aumento de capital quanto maior for o valor da taxa.


É notável que os parâmetros acima estejam bastante interligados entre si, sendo que a mudança em um deles irá causar a alteração de algum outro. Por exemplo, quanto maior o valor da parcela aplicada todo mês, mais rápido você irá conseguir atingir a quantia de um milhão. Do mesmo modo, se você estabelecer um prazo maior, irá precisar depositar uma quantia menor, contudo, se a sua meta é imediata, terá que investir pesado em todas as parcelas.

Valores e mais valores!

Botando a mão na massa

Uma maneira simples de realizar os cálculos é montar uma planilha no Excel, a qual permite que você não se preocupe com fórmulas e equações, mas somente com os resultados. Facilitando a sua vida, nós vamos ensinar você a criar a sua tabela, assim como disponibilizar uma pronta para download. Vale à pena ressaltar que a planilha pronta é muito mais completa comparada com que a que nós vamos ensinar a construir.

Criando a tabela

Todo o processo de criação da tabela é muito simples, necessitando apenas poucos passos, sendo que o primeiro deles consiste em abrir o seu próprio Excel:

 

Interface do Excel


Logo após, você deverá inserir preencher as células A1:A5 com os seguintes dados:

Preencha com estes valores



Em seguida, preencha o campo B5 com a seguinte formula pronta “=-PGTO(B2;B1;;B3)”. Finalmente, você pode jogar valores nos outros campos. Nesta versão, a princípio, vamos trabalhar com valores mensais. Por exemplo, vamos estabelecer um prazo de 20 anos (20*12=240 meses), usando uma taxa de juros de 1,5% de juros ao mês, mantendo o valor desejado em R$1.000.000:

e o resultado está concluído


Logo, temos como resultado que é necessário investir mensalmente R$433,12 durante 20 anos, à uma taxa de 1,5% ao mês, para acumular um milhão de reais. Se você mudar qualquer parâmetro, o valor da parcela também irá mudar de forma automática.

Usando uma tabela mais completa

Em primeiro lugar, para baixar essa tabela, acesse este link. Basicamente, ela faz tudo o que a tabela acima também faz, contudo possuindo mais funcionalidades:


Tabela Completa


Antes de mais nada, você poderá baixar a planilha clicando na seguinte imagem:

Baixe a planilha

No nosso primeiro exemplo, vamos usar a taxa de juros de 1,14% ao mês, economizando capital durante 400 prestações. Primeiramente, vamos inserir essa taxa clicando no campo abaixo de “Unidade Origem”, na tabela “Conversor de taxas”. Como estamos trabalhando com o valor em meses, é necessário informar “MÊS” nos dois menus desta tabela (o mesmo vale para qualquer unidade):

Inserindo a taxa de juros

 
Do mesmo modo, para informar a quantidade de parcelas, basta inserir o valor na linha abaixo de “Unidade Origem”, escolhendo a opção MÊS nos dois menus:

Inserindo o número de parcelas


Pronto, agora já temos o resultado encontrado:

Agora temos o resultado

Logo, concluímos que para juntar um milhão de reais, a uma taxa de 1,14% a.m. , usando 400 parcelas, é necessário desembolsar R$123,71 por mês. 

Convertendo unidades

Suponha agora que você vai investir seu dinheiro usando uma taxa de juros anual, como 30% a.a., durante 10 anos. Contudo, você ainda deseja que as prestações estejam em meses. Para que isso seja possível, é necessário converter as unidades, de ANO para MÊS.

Em ambas as tabelas “Conversor de taxas e tempo”, você deverá entrar com os valores 30% e 10 anos, respectivamente, do mesmo modo que no exemplo anterior.  Para efetuar a conversão, basta setar o primeiro menu em “MÊS” e o segundo em “ANO”, conforme o exemplo abaixo:

Convertendo unidades

Note que a planilha já converteu os valores de maneira automática, encontrando a taxa mensal de 2,21%. De forma automática, o resultado já está calculado:

Resultado do cálculo

Portanto, concluímos que usando uma taxa de juros de 30% ao ano, durante 10 anos, é necessário poupar R$ 1.728,82 por mês.

Principais características da planílha


Poupe o seu dinheiroA nossa planilha trabalha com as unidades de tempo “Dia”, “Mês” e “Ano”, permitindo a conversão entre elas. O valor das parcelas sempre estará na unidade destino. Por exemplo, caso a sua unidade destino seja o ano, então resultado indica que você precisa economizar a quantia obtida por ano. O mesmo princípio vale para qualquer outra unidade.

Por isso, brinque bastante com essa tabela, converta taxas e períodos de tempo de unidades distintas, atribuindo valores conforme ao seu gosto. Caso você desconfigure sua planilha sem querer, sem problemas, basta efetuar novamente o download nesta página. Se aparecer algum aviso de inconsistência de célula, simplesmente o ignore, pois ele não atrapalha a realização dos cálculos.

Como curiosidade, o sistema de cálculos da planilha utiliza o tipo de pagamento postecipado, ou seja, os juros são aplicados no final do período utilizado.  Ou seja, o depósito feito no dia primeiro de um mês somente será acrescentado de juros no primeiro dia do próximo mês. Por exemplo, se você decidir começar a poupar hoje, o seu depósito será debitado no dia 1 de fevereiro, contudo, os juros deste capital serão aplicados somente em 1º de março. 

Agora, é só começar poupar o dinheiro e esperar a bolada de um milhão de reais no final do período!

Cupons de desconto TecMundo: